29 de fev de 2012

Desodorantes Naturais - testados e aprovados



Hoje, 29 de fevereiro, um dia que só acontece de 4 em 4 anos, coloco uma postagem que considero um pêmio tanto para mim quanto para as pessoas que, morando em lugares super quentes e também úmidos, vivem com problemas de transpiração excessiva e nem sempre perfumada  :)

Estudei inúmeras receitas encontradas na internet e nos foruns e blogs amigos mas, encontrar um desodorante resistente aos desconfortos causados pelo calor carioca é uma tarefa muito difícil.

 Finalmente, depois de muitos testes frustrados, coloco duas receita que passaram com louvor nessa dura prova de resistência!

A receita n.1 é de uma amiga, Maria, do blog Jabón y Agua .
É de um desodorante líquido com ingredientes simples e eficazes que, além de impedir maus odores, evitam o excesso de transpiração através da eficiência da pedra de alúmen que é um sulfato duplo de alumínio e potássio e da sálvia officinalis, ambos possuindo também características anti-sépticas.
Receita original aqui

Versão brasileira da receita espanhola:
água destilada - 120g
pedra de alúmen em pó - 6g ( conhecida também como pedra ume)
extrato glicólico de sálvia officinalis- 8g
tintura reduzida de lavandula officinalis - 1g
óleo essencial de lavandula officinalis  - 15 gotas


modo de fazer: 
Aquecer em fogo baixo a água com a pedra ume até dissolver, deixar esfriar e acrescentar o extrato glicólico previamente misturado com o óleo essencial e a tintura reduzida de lavanda.Agitar bem.Envasar e aplicar.( o envase utilizado foi de um frasco conta-gotas que acabou servindo com perfeição)

Tenho usado diariamente, nesses dias de verão que a temperatura já alcançou valores acima de 40°C.
Não mancha  a roupa, secando imediatamente, eliminando totalmente suores excessivos e aromas desagradáveis, sem interferir no aroma do perfume preferido que colocamos.
UMA MARAVILHA,Obrigada Maria!


A 2. opção é de um desodorante em pasta, ideal para viagens pois, um micro potinho rende muuuuuiiiito!
Essa receita surgiu dos meus estudos e pesquisas, baseada nos ingredientes normalmente utilizados em desodorantes naturais mas, acrescidos dos meus agentes bactericidas preferidos.


composição:
amido de milho - até 15g
bicarbonato de sódio - 8g
manteiga de cacau (Theobroma cacao)- 8g
manteiga de cupuaçú (Theobroma Grandiflorum)- 3g
óleo de copaíba (Copaifera sp) - 1g
óleo de andiroba (Carapa guianensis Aubl. ) - 1g
óleo de neem (Azadirachta indica) - 0,8g
extrato glicólico de sálvia officinalis - 1g
tintura reduzida de lavandula officinalis - 2g
pó de lírio-florentino (Iris x germanica florentina)- 0,3g

modo de fazer:
1- misturar bem o bicarbonato com o pó de lírio florentino, reservar. (A)
2 -derreter em banho-maria as manteigas, reservar. (B)
3- misturar bem os ingredientes líquidos ( óleos + tintura reduzida+extrato glicólico) . (C)
4-misturar pouco a pouco A + B + C , até dissolver bem o bicarbonato e o pó de lírio.
Finalmente acrescentar o amido de milho até conseguir a textura desejada.Dependendo do clima pode ser necessário menos do que 15g.
Eu, aqui no Rio, convivendo com um calor forte, utilizei 15g e deu certo.
Modo de usar:
separar com uma espátula um pequena porção do creme, dissolver na mão e passar nas axilas.
Não mancha a roupa, acaba com mau aromas, possuindo um suave odor herbal ( o aroma característico do óleo de neem não aparece!!!).

Tenho usado diariamente os dois desodorantes - líquido e em pasta, para testar suas diferenças e eficiências ( um em cada axila), passando somente uma vez ao dia, e os efeitos dos dois são mantidos até o final do dia!!!!!

Fica a dupla de desodorantes como opção para quem preferir a forma líquida ou em pasta.

 
sobre a pedra de alúmen   aqui
Sobre como fazer o extrato glicólico de sálvia   aqui

28 de fev de 2012

continuando no Rio.....

filhote de Calopsita - imagem google

 Coloco essa outra música Fly Love de Jamie Foxx, também do filme Rio, uma delícia e que Tico, minha calopsita, também adora....cantando junto.( arquivo You Tube)

video

27 de fev de 2012

Rio de Janeiro ......Muito Bom!!!!!




Para variar....Deixo aqui a canção ( vídeo You Yube) composta por Sergio Mendes, Carlinhos Brown, John Powell, Mikael Mutti e Siedah Garrett, a música “Real in Rioque estava concorrendo ao Oscar ( infelizmente perdeu......?!?!) e que ficou no meu coração e no coração da minha calopsita - TICO, que toda vez que escuta canta junto...Uma graça!
Beijos cariocas meus e do Tico.

14 de fev de 2012

A Arte de fazer Sabões - parte 4



Dando continuidade a Arte de Fazer Sabões, coloco o método para calcular manualmente o peso de hidróxido de sódio ou potássio necessário para elaborarmos  sabões artesanais.

Longe das calculadoras online e das demais calculadoras de saponificação disponíveis , podemos fazer esses cálculos manualmente mas, sem termos de imediato uma avaliação sobre o equilíbrio dos fatores que qualificam o sabão como: dureza, espuma com sua persistência, limpeza e condicionamento.

Para estimarmos esses valores temos que nos aprofundar nas composições dos ácidos graxos de cada gordura que iremos utilizar para, após a receita resolvida, somar os percentuais dos ácidos graxos responsáveis por esses mesmos fatores e concluirmos o perfil do sabão que resultará.

Calcularmos manualmente a nossa receita de sabão é muito útil principalmente quando temos uma determinada gordura que queremos incorporar no nosso produto e que não está listada nas calculadoras de saponificação ou, está listada mas, possuindo conforme indicações do site da calculadora, uma composição de ácidos graxos diferente.

Nesse ponto coloco um esclarecimento:
Geralmente, essas gorduras diferenciadas e especiais são colocadas como sobreengorduramento ou SE, dispensando valores de saponificação. 
Entretanto existem casos em que essas mesmas gorduras diferenciadas, por possuirem uma composição com percentuais elevados dos ácidos graxos responsáveis por alguns dos fatores  relacionados à limpeza, dureza, espuma,etc, quando saponificadas, acabam por potencializar esses índices, diversificando e ampliando as possibilidades de alcançarmos bons resultados nos sabões artesanais.

Método para elaborar um sabão artesanal sem o uso de calculadoras de saponificação:

Como já foi comentado,o processo químico de transformar gorduras em sabão é chamado de saponificação. Basicamente, é uma reação de hidrólise (quebra de moléculas poliméricas – triglicerídeos – na presença de água, formando ânions OH- e cátions H+), usando uma base altamente alcalina (como hidróxido de sódio – NaOH  ou hidróxido de potássio – KOH), produzindo sais carboxílicos de sódio ou potássio, e glicerol como subproduto secundário.
Podemos utilizar óleos e gorduras de diversas origens como matéria prima para produção de sabão, além de aditivos que darão a personalidade final ao nosso produto e é nesse aspecto que nossa criação e imaginação se liberta...


1- anotar os índices de saponificação ( SAP) referentes aos óleos e gorduras que pretendemos utilizar( a maioria desses valores, para serem exatos, devem ser fornecidos pelos fabricantes das gorduras ou, em alguns casos, em livros especializados ou artigos científicos disponíveis na internet ).
Normalmente esses índices correspondem ao hidróxido de potássio e nesse caso, é necessário fazer uma correção no final dos cálculos, dividindo o valor encontrado por 1,4025, devido a diferenças no peso molecular dessas substâncias.
 1,4025g de KOH = 1g de NaOH

2- definir o peso aproximado que queremos fazer de sabão e com isso, dentre os óleos que temos disponíveis , "alinhavar" a receita, distribuindo pesos para esses óleos.


Aqui ,cabe dizer, que  também é necessário estudar a composição dos óleos escolhidos para manter um equilíbrio entre os ácidos graxos e, com isso, elaborarmos um sabão com  características adequadas para os nossos interesses.

3- Como estamos falando de sabões para uso cosmético, é interessante termos um sobreengorduramento ou seja uma "sobra" de gorduras, garantindo segurança quanto a possíveis erros nos cálculos da saponificação com relação à base alcalina escolhida  (como exemplo: variações na balança utilizada,pequenos erros de apontamentos e/ou pequenas diferenças nos valores de saponificação das gorduras ).
Esse sobreengorduramento, também denominado SE, pode variar, normalmente, de 1% até 15%, contribuindo para o resultado final do sabão conforme os nossos interesses ( sabão para peles oleosas, peles secas, etc) além de contribuir com as propriedades naturais de cada gordura.

4-Podemos escolher duas formas de colocar o SE em nossa receita de sabão:
a-descontar o % de SE que se quer utilizar do peso final do hidróxido de sódio ou potássio calculado ou,
b-acrescentar o % que se quer de SE em óleos e gorduras mantendo o valor do peso de hidróxido de sódio ou potássio calculado.

Outro detalhe importante é deixarmos para colocar os óleos e gorduras mais delicados como o SE do nosso sabão, garantindo uma possível proteção contra os efeitos cáusticos e de aumento de temperatura ocorridos principalmente no início da saponificação, principalmente quando estamos fazendo o sabão no processo frio.

5- finalmente para calcularmos quanto de água destilada precisamos para dissolver a base alcalina calculada para a receita, multiplicamos o peso final dessa base por 2,5 , isso resultará em uma concentração de +/- 28%. 
Aqui também vale uma observação:
A concentração de 28% é um valor estipulado por algumas calculadoras de saponificação por ser confiável,ou seja, o peso estipulado pela receita para a base alcalina terá quantidade mais do que suficiente de líquido para ser dissolvida completamente, além de, proporcionar a massa do sabão uma maior fluidez, caso a temperatura ambiente seja alta ou caso se tenha escolhido gorduras saturadas que, como já foi dito em outra postagem, endurecem com maior rapidez.

Com a prática, pela escolha das gorduras colocadas na receita, podemos utilizar um percentual mais elevado ( 35%, por exemplo) mas isso certamente requer uma maior experiência no processo de execução, pois podem ocorrer surpresas, já que alguns ingredientes aceleram o ponto de traço em segundos.

Coloco abaixo um exemplo de uma receita de sabão feita pelo cálculo manual,onde os índices de saponificação foram fornecidos pelos respectivos distribuidores dessas gorduras escolhidas:

óleo de oliva - 240g - índice de saponificação ou  SAP = 190 mgKOH/g
óleo de coco - 95g    SAP=257 mgKOH/g
óleo de palma orgânico - 40g    SAP=199 mgKOH/g
óleo de milho - 35g      SAP = 192 mgKOH/g
manteiga karité - 90g      SAP= 179 mgKOH/g

calculando após convertermos os valores todos para g:

oliva: 240g x 0.190 = 45,6g de KOH 
coco: 95g x 0.257 = 24,41g   
palma: 40g x 0.199 = 7,96g     
milho: 35g x 0.192 = 6,72g  
mant.Karité: 90g x 0.179 = 16,11g    
Total peso dos óleos: 500g
Total peso de hidróxido de potássio ( usado para sabões líquidos): 100,8g
Se queremos o peso para fazermos um sabão em barra com hidróxido de sódio, então, teremos que fazer o seguinte cálculo abaixo, relembrando que 1,4025g de KOH equivale a 1g de NaOH:
100,8 : 1,4025 = 71,87g de NaOH, arredondando: 
Total peso de soda cáustica: 72g ( para um SE de 0%)

Agora vamos definir o SE, sendo 8%, que é um valor equilibrado para os óleos escolhidos ( entre saturados e insaturados) e também definir o peso da água necessária para elaborarmos a receita:
Pela opção A:
Peso total de soda cáustica com 0% de SE menos 8% desse mesmo peso:
72g -5,76g = 66,24g, arredondando, 66g que é o peso final da soda cáustica que devemos usar nessa receita.    

peso total da água necessária em uma concentração de aproximadamente 28%:
66g x 2,5 = 165g de água destilada. 

Pela opção B:
peso total dos óleos: 500g + 8% ( 40g) = 540g de peso total de óleos para 8% de SE com 72g de soda cáustica.( nesse caso teremos um peso maior de sabão no final)

peso total da água necessária em uma concentração de aproximadamente 28%:
72g x 2,5 = 180g de água destilada.


Resumindo:

receita sabão, com 28% de concentração, sendo reduzido o peso do NaOH no percentual estipulado para ser o SE- opção A:
óleo de oliva - 240g
óleo de coco - 95g
óleo de palma orgânico - 40g
óleo de milho - 35g    
manteiga karité - 90g 
Peso total óleos: 500g
Peso total soda cáustica para um SE de 8% : 66g
Peso total água destilada: 165g



receita sabão, com 28% de concentração, sendo aumentado o peso total dos óleos da receita no percentual estipulado de 8% para ser o SE- opção B:
óleo de oliva - 240g
óleo de coco - 95g
óleo de palma orgânico - 40g
óleo de milho - 35g    
manteiga karité - 90g 

Peso total óleos: 500g
Peso total soda cáustica para um SE de 0%: : 72g
Peso total água destilada: 180g
acréscimo de 8% peso total dos óleos : +40g de um ou mais óleos da receita ou,
40g de algum outro óleo diferenciado.


Em ambos os casos,podemos reservar um ou alguns dos óleos da receita para colocar como SE, sendo assim, como exemplo podemos escolher o óleo de oliva como o SE e  prepararmos 40g de extrato oleoso com ervas,etc, deixando para colocar, após iniciar o ponto de traço, e somarmos com isso, qualidades ao nosso sabão, ou então, escolhermos para o SE,o extrato de ervas em óleo de oliva e a manteiga de karité, juntos completando 40g.
Enfim, são inúmeras as possibilidades, inclusive , e nesse caso, válido só para a opção B, podemos colocar uma nova gordura diferenciada com o percentual de  SE estipulado, para completar a receita.

Uma outra opção seria mantermos a receita sem destinar óleos expecífico para o SE, deixando acontecer o processo natural da reação de saponificação das gorduras com a soda cáustica e definindo a ação do sabão através, principalmente, dos aditivos colocados. 

É importante lembrar que os óleos de coco, babaçu, palmiste, palma entre outros, quando saponificados aportam dureza, limpeza e espuma ao sabão não devendo ser colocados como SE mas, se pelos cálculos dos ácidos graxos, os percentuais obtidos desses óleos já forem mais do que suficientes para alcançar bons resultados, então nesse caso, parte do peso deles pode entrar no SE, acrescentando suas propriedades de umectação e proteção características.

Embora esteja presente nos demais tópicos da série "A Arte de fazer Sabões" que coloco links no final e que esse tópico esteja relacionado diretamente ao estudo da receita do sabão artesanal com seus respectivos cálculos, é sempre bom lembrar que, para fazermos um sabão, seja o mais simples possível, devemos usar o material básico de segurança,relacionado abaixo, pois estamos lidando com bases alcalinas - NaOH e KOH que são altamente corrosivas, podendo causar sérios danos.

MATERIAL DE SEGURANÇA NECESSÁRIO:
.óculos protetor
.luvas de borracha grossa ( adequadas para substâncias corrosivas)
.máscara contra gases e névoa
.roupa adequada que cubra os  braços para evitar possíveis respingos
.meias ou sapatos fechados para proteger os pés de possíveis respingos
.ter à mão vinagre ( com a embalagem já aberta) para uso imediato , caso ocorra algum incidente com a soda cáustica ou potassa, lembrando que é muito importante  trabalhar em ambiente ventilado.

COLOCAR SEMPRE A SODA/POTASSA NA ÁGUA, NUNCA AO CONTRÁRIO, LENTAMENTE, PARA EVITAR O EFEITO “VULCÃO”.








8 de fev de 2012

Pasta Higienizante para rosto II

Produto VEGAN

 Continuando meus estudos dentro da temática de higienizantes para rosto e colo e,  atendendo a pedidos feitos por amigas que possuem filhos com problemas de pele oleosa e propensa a acne, coloco essa versão totalmente verde, tanto na sua cor quanto na sua essência sendo um  produto "VEGAN". 
Foi baseada na estrutura da composição de um dos excelentes produtos Lush - Herbalísm.

Estudando os ativos utilizados no produto original e, buscando potencializar as propriedades do meu produto, adicionei novos agentes que foram incorporados aos ingredientes básicos da receita.
A Pasta Higienizante II promove inúmeros benefícios, principalmente , em peles oleosas, possuindo atividade comedolítica, reduzindo os comedões através dos agentes anti-sépticos que também ajudam a fechar os poros dilatados. 
Nos ingredientes sólidos, além das qualidades higienizantes da argila branca, foram  integrados percentuais de ativos presentes na  argila verde e na microalga spirulina, além dos exfoliantes farinha de arroz integral e  pó de sementes desengorduradas de maracujá.

Nos ingredientes líquidos, contribuindo com as maravilhosas propriedades do sumo de clorofila e do vinagre temperado com alecrim, menjerona, orégano e sálvia foram adicionados o extrato glicólico de uvas ( bagas, sementes e folhas) e a tintura reduzida de benjoim, olíbano e mirra  além dos óleos essenciais de sálvia, tea tree e alecrim, ingredientes que possuem, entre outras, características antioxidantes,cicatrizantes, restauradoras, bactericidas, fungicidas e  antiinflamatórias. 

detalhe das ervas selecionadas
mix de ervas colocadas em bol prontas para serem maceradas

bol com ervas macerando em vinagre de arroz

Finalmente, completando minha receita, um leve toque de óleo de copaíba e óleo de sementes de maracujá para garantir além das características bactericidas, fungicidas e antiinflamatórias da capaíba, o percentual de lipídeos que proporciona umectação e emoliencia à pele, mesmo sendo "naturalmente oleosa", equilibrando esse tipo de pele com óleos de fácil absorção,mantendo, desse modo, o teor hídrico cutâneo.

propriedades dos ingredientes utilizados:

argila branca - indicada para peles sensíveis com ação higienizante,suavizante e adstringente, auxilia no clareamento da pele diminuindo as possíveis manchas provocadas por erupções e comedões tão comuns em peles oleosas.
argila verde- com ação antisséptica, esta argila reduz a oleosidade cutânea, auxilia no tratamento da acne.
spirulina-microalga rica em clorofila,proteínas, além de diversos aminoácidos, oligoelementos, sais minerais e vitaminas.
farinha de arroz- rico em nutrientes contendo proteínas e sais minerais (fósforo, ferro e cálcio) ,vitaminas do complexo B  - B1 (tiamina), B2 (riboflavina) e niacina. As mais abundantes são a niacina e a tiamina que ficam na parte externa do grão.Possui também características hidratantes, emolientes ,reestruturantes e antioxidantes que ajudam a melhorar o aspecto da pele, prevenindo o envelhecimento cutâneo.Excelente agente desintoxicante, graças à presença de um composto bioquímico semelhante à albumina do ovo.
pó de sementes desidratadas de maracujá amarelo (Passiflora edulis f.flavicarpa)- antioxidante,antialérgico, antiinflamatório.Contém potássio, ferro, fósforo e vitamina C. O maracujá é rico em vitaminas do complexo B e sais minerais, como ferro e fósforo, também contém passiflorina,ativo calmante.
sumo de clorofila-tônico revigorante e rejuvenescedor, proporciona propriedades antisséptica, antioxidante, cicatrizante e remineralizante. é muito rico em minerais, entre eles o cálcio, o magnésio, o fósforo, o ferro e o potássio.É uma fonte natural de vitaminas A e C, contém vitaminas E e K e complexo B.
extrato glicólico de uva- com altas concentrações de vitaminas A,C e E, com propriedades antioxidantes e regeneradoras,ajudando na elasticidade da pele, melhorando a microcirculação e a hidratação cutânea.
vinagre de arroz- rico em aminoácidos e ácidos orgânicos facilmente absorvidos pelo tecido lesado por queimaduras, picadas de insetos, doenças dermatológicas e eczemas, com um pequeno percentual de ácido acético ( geralmente entre 4 a 7 %), que ajuda a fechar os poros e possui características anti-sépticas.
alecrim fresco ( Rosmarinus officinalis)- anagésico,adstringente,tônico,antiinflamatório, antioxidante,anti-séptico,calmante, cicatrizante.
manjerona fresco (Origanum majorana)- regenerador, hidratante, antioxidante, tônico, calmante.
sálvia fresco (Salvia officinalis)- adstringente,antiinflamatório, antioxidante, anti-séptico, tônico, controlador da seborréia.
orégano fresco (Origanum vulgare)- anti-séptico, tônico, controlador da saborréia, antioxidante.
tintura reduzida de benjoim(Styrax spp.),olíbano (Boswellia Carterii) e mirra(Commiphora myrttha ) - adstringente,cicatrizante,revitalizante,anti-séptico e despigmentante, ajudando a restaurar e a reduzir possíveis manchas na pele.
óleo de copaíba - devido a presença do sesquiterpeno Betacareofileno, germicida natural, possui maravilhosas propriedades contra infecções e inflamações.
óleo de maracujá prensado à frio- propriedades adstringentes, nutrientes e de proteção, auxiliando na restauração da camada lipídica da pele, conferindo emoliência e suavidade e mantendo a umidade natural da pele.
óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis L.) -anti-séptico, adstringente, antioxidante, ativador da circulação periférica e com isso, renovando a pele.
óleo essencial de sálvia ( salvia officinalis)- antiinflamatório, antioxidante,anti-séptico, cicatrizante,tônico.
óleo essencial de tea tree (Melaleuca alternifólia) - anti-séptico, antifúngico, antibacteriano e antivirótico, antiinflamatório,ideal para acne e erupções cutâneas em geral.


Conservar em geladeira ( principalmente para locais, como o Rio de Janeiro, que possui alta umidade e temperatura ambiente).
Tempo de validade- 3 meses ( se for utilizando sempre com espátula individual e limpa, sem contado direto do produto com os dedos).

Modo de Usar: 
Como esse produto não é indicado para retirar maquiagem é importante utilizar inicialmente seu produto de limpeza habitual - no meu caso, uso meus sabões :) , em seguida aplicar a pasta higienizante por todo o rosto, pescoço e colo, massageando bem, querendo pode deixar secar na pele para depois enxaguar, utilizando como máscara facial,ou então, enxaguar em seguida.


Classificação das erupções mais comuns que acometem, principalmente, as peles oleosas:

Comedo (plural comedones). Um duto de óleo entupido com óleo, células epiteliais mortas e bactéria. 


Comedão. Um comedo aberto ou que não possui pele cobrindo ele. Aparencia escura porque o material contido nele oxidou.


Pápula. Um comedo rompido no qual existe uma inflamação e uma infecção secundária. Parece uma pequena elevação vermelha e endurecida.
 

Pústula. Um comedo rompido no qual existe uma inflamação e uma infecção secundária. Ao contrário da pápula, a pústula tem mais pus perto da superfície, apresentando aquele centro amarelo.
 

Nódulo (às vezes chamado de Cisto). Um comedo estourado que é geralmente maior, mais profundo e mais doloroso que uma pústula e mais propenso a resultar em cicatriz.

 
sobre o óleo de maracujá prensado à frio - aqui
sobre o óleo de copaíba - aqui 

Editei a postagem para colocar o modo de usar, pois a pasta higienizante não deve ser utilizada para retirar maquiagem e sim para tratar e renovar a pele.

5 de fev de 2012

Pasta higienizante para o rosto

Produto VEGAN


Usando meus sabões também no rosto e cabelo e obtendo ótimos resultados deixei arquivado inúmeros projetos de cosméticos e afins. 
Como o caderno das novas ideias está completamente lotado resolvi equilibrar meus estudos e produtos entre sabões e cosméticos para tentar esvaziar um pouco a cabeça e o caderno  :)
Desse modo, coloco minha versão de um produto específico para o rosto e colo que já possui inúmeras versões feitas por amigas saboeiras do forum Mendrulandia, como também, por diversos blogs espanhóis.
Embora baseada na receita original - Angels on Bare Sink da Lush e buscando manter as proporções sugeridas pela receita postada por Mariakine e também por outras versões elaboradas com pleno sucesso, procurei potencializar o produto, principalmente com relação aos ativos colocados, pois além das propriedades já existentes na receita de  limpar, higienizar e esfoliar também proporciona outros benefícios, através de ativos incorporados aos ingredientes básicos.

Na fase sólida, basicamente elaborada por argila e agente esfoliante foram somados percentuais de ativos presentes no pó de polpa de açaí, na calamina rosa e na farinha de arroz.
Na fase líquida, além da substituição da água destilada por hidrolato de flores de laranjeira, os ativos foram colocados através dos extratos glicólicos que, nessa receita, possuem ação antioxidante e revitalizante, entre outras.
Sendo assim, essa receita,além de limpar, tonificar e esfoliar, por possuir ativos com diversas aplicações, aproveita o estado de limpeza que o próprio produto inicialmente realiza na pele e complementa o tratamento.
  
Receita para peles mistas e sensíveis:

fase sólida:
.calamina rosa- 5g
.argila branca - 32g
.farinha de arroz integral- 20g
.pó de açaí - 5g

fase líquida:
.água de flores de laranjeira- 12g
.extrato glicólico de romã- 12g
.extrato glicólico de capuchinha - 8g
.tintura reduzida de benjoim - 2g
.óleo de macadâmia prensado à frio - 2g
.óleos essenciais de lavanda - 10 gotas
                              tea tree - 4 gotas
                              alecrim - 6 gotas

flores de lavanda secas - 1g

Modo de fazer:
1 - Misturar os ingredientes sólidos até ficar homogêneo.
2 - Misturar os ingredientes líquidos ( sem os óleos essenciais) com as flores de lavanda secas.
Finalmente misturar as duas fases, mexendo delicadamente com uma espátula, até ficar bem homogêneo, só então colocar os óleos essenciais.
Envasar em pote esterilizado e guardar na geladeira ( principalmente para locais, como o Rio de Janeiro, que possui alta umidade e temperatura ambiente).
Tempo de validade- 3 meses ( se for feito com a higiene correta e sendo usado utilizando espátula individual e limpa, sem contado direto do produto com os dedos).

Modo de Usar: 
Como esse produto não é indicado para retirar maquiagem é importante utilizar inicialmente seu produto de limpeza habitual - no meu caso, uso meus sabões :) , em seguida aplicar a pasta higienizante por todo o rosto, pescoço e colo, massageando bem, querendo pode deixar secar na pele para depois enxaguar, utilizando como máscara facial,ou então, enxaguar em seguida.

Propriedades dos ingredientes utilizados:

Calamina rosada- É uma mistura de óxido de zinco, óxido férrico amarelo e óxido férrico vermelho, com propriedade adstringente e protetora tópica.Possui ação anti-séptica, antipruriginosa e cicatrizante da pele.
argila branca - indicada para peles sensíveis com ação higienizante,suavizante e adstringente.
farinha de arroz integral - rico em nutrientes contendo proteínas e sais minerais (fósforo, ferro e cálcio) ,vitaminas do complexo B  - B1 (tiamina), B2 (riboflavina) e niacina. As mais abundantes são a niacina e a tiamina que ficam na parte externa do grão.Possui também características hidratantes, emolientes ,reestruturantes e antioxidantes que ajudam a melhorar o aspecto da pele, prevenindo o envelhecimento cutâneo.Excelente agente desintoxicante, graças à presença de um composto bioquímico semelhante à albumina do ovo. 
pó de polpa de açaí (Euterpe oleracea Mart.)- antioxidante, bactericida, revitalizante, hidratante e emoliente por seu percentual de lipídeos.
água de flores de laranjeira (Citrus sinensis L. Osbeck.)- calmante, adstringente e tonificante.
extrato de romã (Punica granatum L.)- rico em vit.E, revitalizante, antioxidante, bactericida, antiinflamatório, cicatrizante e hidratante, atuando na elasticidade da pele.
extrato de capuchinha (Tropaeolum majus)- rico em vit.C,adstringente, bactericida, antiinflamatório.
tintura de benjoim (Styrax spp.)- adstringente,cicatrizante,anti-séptico e despigmentante, ajudando a reduzir possíveis manchas na pele.
óleo de macadâmia ( Macadamia integrifolia) prensado à frio - regenerador cutâneo,umectante, hidratante, ideal para peles sensíveis e oleosas por ser facilmente absorvido e mantendo o teor hídrico cutâneo.

o.essenciais de lavanda (Lavandula officinalis)- anti-séptico, calmante, bactericida, cicatrizante.
o.essencial de tea tree (Melaleuca alternifólia) - anti-séptico, antifúngico, antibacteriano e antivirótico, antiinflamatório,ideal para acne e erupções cutâneas em geral.
o.essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis L.) -anti-séptico, adstringente, antioxidante, ativa a circulação, renovando a pele.

flores secas de lavanda - ação levemente exfoliante além de acrescentar, naturalmente, os ativos próprios desse planta.






Editei a postagem para colocar o modo de usar, pois a pasta higienizante não deve ser utilizada para retirar maquiagem e sim para tratar e renovar a pele.



1 de fev de 2012

Sabão de Oliva e Romã

processo quente - produto VEGAN 


Um sabão feito principalmente para a higienização do rosto, com os índices de limpeza e condicionamento equilibrados.
Possuindo ativos com características de regeneração e umectação cutânea, elaborado com 80% de óleo de oliva prensado à frio, sumo e extrato de romã com propriedades antioxidantes, antiinflamatórias e emolientes, mix de ervas antioxidantes e vitaminas, incluindo a vit.B5, que além de ser fator de acetilação ( intensifica os efeitos dos ativos) ajuda no metabolismo celular, estimulando a cicatrização e a regeneração da pele.Complementando, mix de óleos essenciais cítricos e melado de cana-de-açúcar que atuam como hidratantes, agentes clareadores além de deixar um suave aroma no sabão.

composição:

saponificação dos óleos de oliva, babaçu bruto e rícino.
aditivos: 
sumo de romã,macerado de ervas antioxidantes em o. de oliva,melado de cana-de -açúcar, vit.E, vit.C, vit B5,extrato de romã (casca,polpa,caroços), mix de o. essenciais cítricos.

.propriedades do melado de cana-de-açúcar  aqui 
.informações sobre as ervas antioxidantes  utilizado no sabão  aqui 

.propriedades da romã ( Punica granatum):
 É rica em vitaminas A e E, potássio, ácido fólico e polifenóis, de entre os quais se destacam: punicalaginas, principais responsáveis pelas propriedades antioxidantes do sumo.

Possui flavonóides específicos, taninos, licosilados, antocianinas, glicosídeos e ácidos graxos, além de açúcares, tanino, ácidos orgânicos e vitamina C. É rica em vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B5, B6), que auxiliam na circulação, auxiliando na regeneração cutânea, possuindo características bactericidas e antiinflamatórias.