15 de jul de 2010

A arte de fazer sabões - parte 2



Para obtermos um bom sabão precisamos de uma boa receita ou seja, uma mistura de gorduras que proporcione dureza, espuma, persistência da espuma, limpeza e condicionamento.
Estudando as diferenças nas composições dos ácidos graxos de cada gordura saberemos quais escolher.
Para simplificar, podemos utilizar uma calculadora específica para fazer sabões que também forneça as características das gorduras escolhidas, indicando também a quantidade de NaOH (hidróxido de sódio) ou KOH (hidróxido de potássio) que devemos utilizar para determinada combinação de gorduras como também prevendo o resultado final da mistura escolhida.Desse modo,vamos estudando e praticando.
Na internet existem algumas calculadoras com esse propósito mas, com certeza, a Calculadora de Sabão Mendrulandia ( site espanhol que adoro e participo) ganha disparado de todas, além de possuir tradução para o português. As explicações dos diversos resultados que essa calculadora maravilhosa nos apresenta então bem detalhadas no item ajuda da página da calculadora.

Definido a lista de gorduras que serão utilizadas, seguimos com a nossa receita escolhendo os aditivos que irão acrescentar um diferencial ao nosso sabão, mas isso é assunto para outra postagem.

É sempre bom lembrar que, para fazermos um sabão, seja o mais simples possível, devemos usar o material básico de segurança,relacionado abaixo, pois estamos lidando com bases alcalinas - NaOH e KOH que são altamente corrosivas, podendo causar sérios danos.

MATERIAL DE SEGURANÇA NECESSÁRIO:
.óculos protetor
.luvas de borracha grossa ( adequadas para substâncias corrosivas)
.máscara contra gases e névoa
.roupa adequada que cubra os  braços para evitar possíveis respingos
.meias ou sapatos fechados para proteger os pés de possíveis respingos
.ter à mão vinagre ( com a embalagem já aberta) para uso imediato , caso ocorra algum incidente com a soda cáustica ou potassa, lembrando que é muito importante  trabalhar em ambiente ventilado.

COLOCAR SEMPRE A SODA/POTASSA NA ÁGUA, NUNCA AO CONTRÁRIO, LENTAMENTE, PARA EVITAR O EFEITO “VULCÃO”.



8 comentários:

Carmel disse...

Seu blog é muito bom e me fez fã
felicidade e sucesso
beijos

Sonia Peña disse...

Ahora sigo tu blog también.
Besos.

Sombra disse...

Tus jabones son estupendos, ahora con tu blog ya los podemos visitar todos juntitos.
Suerte con tu blog.

Sonia Peña disse...

Sombra,
Muchas gracias por su visita.
Besos.

Mª José disse...

Otro blog más por visitar!, te ha quedado muy bonito Peña. Por cierto el jabón de esta entrada me ha impactado, es realmente precioso. Besos.

Sonia Peña disse...

MªJosé,
Gracias,eres un sol.
Besos.

Jorge Eriberto disse...

Agradeço a FlorBela que repassou este blog que tem muitas informações preciosas para quem curte fazer seus sabonetes como Eu.
Visitei centenas de sites sobre soap makers, mas as informações contidas neste blog tiraram todas minhas dúvidas e a calculadora é maravilhosa.
Obrigado por repartir seus conhecimentos.
Jorge
Florianópolis Santa Catarina

flor da pele disse...

Jorge,
Obrigada pelo sua maravilhosa mensagem!
Fico muito feliz em saber que pude ajudar e contribuir esclarecendo suas dúvidas sobre a arte de fazer sabões...Eu também curto muuuuito isso!
Aproveito para mandar um grande abraço para FlorBela, uma saboeira portuguesa que também é muito querida.

Postar um comentário