18/07/2010

Extração artesanal de óleos vegetais – parte I:



Esse assunto sempre me interessou mas, devo admitir que, é muito difícil encontrar informações sobre como extrair artesanalmente óleos de certos vegetais.
Vou colocar minhas experiências:


Extração artesanal do óleo de coco (Cocos nucifera L .):


1. Abrir o coco maduro, reservar a água, retirar a casca e pele escura e cortar em pedaços.
2. Bater os pedaços do coco com a água do coco pré- aquecida ( morna) no liquidificador.
3. Passar essa mistura na peneira fina ou em pano de algodão bem limpo, espremer muito bem para extrair bastante creme.
4. Deixar o líquido que foi extraído descansar para separar o óleo da água, em torno de 12h.
O resultado deve ser a separação do óleo / água além de resíduos pastosos que também podem ser utilizados nas nossas receitas de sabão , proporcionando uma exfoliação super suave.
Colocando a vasilha na geladeira a separação se torna mais diferenciada.Depois basta coar o óleo em filtro de café .
5. Guardar em vidro esterelizado e etiquetado com a data.


Obs: querendo pode ,após coar, aquecer o óleo em baixa temperatura, para evaporar possíveis resíduos de água, por 15min.
Existem outros modos de se extrair o óleo do coco por meios artesanais, inclusive com vídeos disponíveis na internet,utilizando o calor direto.




Extração artesanal do óleo de abacate (Persea americana):

1. Higienizar o abacate maduro, mas sem machucados,como costumamos fazer com nossos alimentos vegetais.
2. Retirar a polpa, amassar bem e colocar em banho-maria ( fogo super baixo, o suficiente para aquecer e manter uma temperatura de 45°C ( controlar com o termômetro), mexer para ajudar a evaporar a água contida na polpa da fruta.
3. Retirar do banho-maria e deixar descansar, até atingir a temperatura ambiente.Depois colocar na geladeira para separar a gordura de possíveis resíduos de água.
4. Coar e guardar em vidro esterelizado e etiquetado ( preferência geladeira)

Método II : Co-extração ou rendering ou oleato:
1. Higienizar o abacate maduro,mas sem machucados, como costumamos fazer com nossos alimentos vegetais.
2. Retirar a polpa, amassar bem e adicionar um óleo de sua preferência, na proporção de uma parte de polpa para 1 parte de óleo ( o ideal é que seja um tipo de óleo que normalmente você utiliza em suas receitas de sabão, como óleo de milho, de soja, de oliva) .
Esse óleo, chamado de óleo carreador vai servir como extrator dos lipídios contidos na polpa do abacate.
3. Bater a mistura da polpa+ óleo no liquidificador e colocar em banho-maria ( super baixo,mantendo a temperatura em torno de 55°C, mexendo sempre para ajudar a evaporar a água contida na polpa da fruta.
4. A cor da polpa varia, ficando ligeiramente mais escura.Quando a água tiver evaporado, o óleo + polpa ficaram transparentes.
5. Retirar do banho-maria, deixar esfriar e guardar etiquetado na geladeira.
Obs: Eu costumo deixar o resíduo da polpa junto com o óleo. Gosto do resultado nos meus produtos, mas querendo pode coar antes de guardar na geladeira.
Existem outros modos de se extrair o óleo de abacate, mas como ainda não experimentei, vou deixar para outra postagem.

PS: O método I, requer uma quantidade muito grande de abacates para se extrair pouco óleo, variando inclusive com relação a variedade do abacate escolhido,enfim, é trabalhoso e com um resultado insatisfatório.

A solução que encontrei foi unir os dois métodos  ( I e II ) aqui descritos.
Depois de completar o método I, coloquei em vidro esterelizado,partes iguais da massa de abacate (parcialmente seca) e de óleo vegetal ( escolhi óleo de milho), misturei bem, tampei e coloquei em banho-maria ,deixando por 10 min, após ferver a água, desliguei o fogo e deixei esfriar ( procedimento igual ao que é feito para conservas artesanais).Depois de frio, etiquetei e coloquei na geladeira.
fontes:


resultado final
união métodos I e II


polpa abacate - início método I
polpa abacate - final método I













extração artesanal óleo de abacate: comentário do Sr.Antonio no site Fala,Brasil!

extração artesanal óleo de coco: http://www.soniahirsch.com/

11 comentários:

texia disse...

Muy entretenido e interesante tu blog.
un abrazo

Sonia Peña disse...

Muchas gracias chica.
Besos.

carmen disse...

Excelente explicacion, tengo que lo intentar y ya te contare lo que me sale.
Gracias.
Besos

Begoña disse...

Ya sabes que me tienes entre tus incondicionales admiradoras... te deseo todo lo mejor en este bonito proyecto que inicias, y espero seguir aprendiendo mucho contigo, como hasta ahora. Beijos. Obrigada.

Sonia Peña disse...

Carmen,
Por cierto ficará increíble como tudo que tu haces.
Besos con cariño.

Begoña,
Muchas gracias por sus palabras.
Yo también soy su admiradora y aprendo mucho contigo.
Mil besitos.

Embat disse...

Felicidades por tu blog, me ha parecido muy bonito, como todos tus trabajos.
Besitos.
Maria

Sonia Peña disse...

Maria,
Gracias por tu visita.
Besos desde Brasil.

Filhos da Terra disse...

Olá!
Sou portuguesa e iniciei a arte da saboaria apenas há um ano, mas os resultados têm sido muito bons e cada vez apetece experimentar mais e mais! Utilizo azeite de oliva para a base, usando o cold porcess, e também óleo de amêndoas doces. O restante volume acrescento óleos macerados feitos com as plantas do meu jardim, e algumas especiarias.
Encontrei o seu blog e tenho de lhe dar os parabéns, pois para além do seu belíssimo trabalho, tem aqui um trabalho de partilha que considero excepcional! Pena estarmos tão longe, pois apetecia experimentar estes sabões feitos com tanto amor e sabedoria.
Muito obrigada por estas informações preciosas, vou experimentar!
Se precisar de alguma coisa que possa ajudar, conte comigo!
Pode visitar o nosso blog (ainda muuuuiiito desactualizado) em www.sabaofilhosdaterra.blogspot.com e ja agora, se gostar de outras artes como a ourivesaria e cinzelagem, pode ver a minha outra arte em www.cinzelarte.blogspot.com
Beijinho e muito sucesso!

Denise

flor da pele disse...

Olá Denise,
Fico muito feliz com sua visita e palavras incentivadoras pois, realmente acredito na troca de idéias e experiências.
Conte comigo também para suas novas experiências desse mundo encantado do sabão.
Vou visitar seus blogs para conhecer sua arte.
Beijos brasileiros,
Sonia.

Felipe Nogueira disse...

Olá! Eu gostaria de saber quantos abacates eu vou precisar para fazer a junção do método 1 e 2 do óleo de abacate. Amei o blog ;)

flor da pele disse...

Olá Felipe,
Sobre a sua dúvida,como explico na etapa 2 do segundo método:
2-Retirar a polpa, amassar bem e adicionar um óleo de sua preferência, na proporção de uma parte de polpa para 1 parte de óleo ( o ideal é que seja um tipo de óleo que normalmente você utiliza em suas receitas de sabão, como óleo de milho, de soja, de oliva).
Como os abacates que encontro aqui possuem muita polpa, geralmente utilizo 02 a 03 abacates para fazer essa mistura ( polpa quase seca + óleo vegetal cobrindo a massa da polpa).
Abraços,
Sonia

Postar um comentário