29 de fev de 2012

Desodorantes Naturais - testados e aprovados



Hoje, 29 de fevereiro, um dia que só acontece de 4 em 4 anos, coloco uma postagem que considero um pêmio tanto para mim quanto para as pessoas que, morando em lugares super quentes e também úmidos, vivem com problemas de transpiração excessiva e nem sempre perfumada  :)

Estudei inúmeras receitas encontradas na internet e nos foruns e blogs amigos mas, encontrar um desodorante resistente aos desconfortos causados pelo calor carioca é uma tarefa muito difícil.

 Finalmente, depois de muitos testes frustrados, coloco duas receita que passaram com louvor nessa dura prova de resistência!

A receita n.1 é de uma amiga, Maria, do blog Jabón y Agua .
É de um desodorante líquido com ingredientes simples e eficazes que, além de impedir maus odores, evitam o excesso de transpiração através da eficiência da pedra de alúmen que é um sulfato duplo de alumínio e potássio e da sálvia officinalis, ambos possuindo também características anti-sépticas.
Receita original aqui

Versão brasileira da receita espanhola:
água destilada - 120g
pedra de alúmen em pó - 6g ( conhecida também como pedra ume)
extrato glicólico de sálvia officinalis- 8g
tintura reduzida de lavandula officinalis - 1g
óleo essencial de lavandula officinalis  - 15 gotas


modo de fazer: 
Aquecer em fogo baixo a água com a pedra ume até dissolver, deixar esfriar e acrescentar o extrato glicólico previamente misturado com o óleo essencial e a tintura reduzida de lavanda.Agitar bem.Envasar e aplicar.( o envase utilizado foi de um frasco conta-gotas que acabou servindo com perfeição)

Tenho usado diariamente, nesses dias de verão que a temperatura já alcançou valores acima de 40°C.
Não mancha  a roupa, secando imediatamente, eliminando totalmente suores excessivos e aromas desagradáveis, sem interferir no aroma do perfume preferido que colocamos.
UMA MARAVILHA,Obrigada Maria!


A 2. opção é de um desodorante em pasta, ideal para viagens pois, um micro potinho rende muuuuuiiiito!
Essa receita surgiu dos meus estudos e pesquisas, baseada nos ingredientes normalmente utilizados em desodorantes naturais mas, acrescidos dos meus agentes bactericidas preferidos.


composição:
amido de milho - até 15g
bicarbonato de sódio - 8g
manteiga de cacau (Theobroma cacao)- 8g
manteiga de cupuaçú (Theobroma Grandiflorum)- 3g
óleo de copaíba (Copaifera sp) - 1g
óleo de andiroba (Carapa guianensis Aubl. ) - 1g
óleo de neem (Azadirachta indica) - 0,8g
extrato glicólico de sálvia officinalis - 1g
tintura reduzida de lavandula officinalis - 2g
pó de lírio-florentino (Iris x germanica florentina)- 0,3g

modo de fazer:
1- misturar bem o bicarbonato com o pó de lírio florentino, reservar. (A)
2 -derreter em banho-maria as manteigas, reservar. (B)
3- misturar bem os ingredientes líquidos ( óleos + tintura reduzida+extrato glicólico) . (C)
4-misturar pouco a pouco A + B + C , até dissolver bem o bicarbonato e o pó de lírio.
Finalmente acrescentar o amido de milho até conseguir a textura desejada.Dependendo do clima pode ser necessário menos do que 15g.
Eu, aqui no Rio, convivendo com um calor forte, utilizei 15g e deu certo.
Modo de usar:
separar com uma espátula um pequena porção do creme, dissolver na mão e passar nas axilas.
Não mancha a roupa, acaba com mau aromas, possuindo um suave odor herbal ( o aroma característico do óleo de neem não aparece!!!).

Tenho usado diariamente os dois desodorantes - líquido e em pasta, para testar suas diferenças e eficiências ( um em cada axila), passando somente uma vez ao dia, e os efeitos dos dois são mantidos até o final do dia!!!!!

Fica a dupla de desodorantes como opção para quem preferir a forma líquida ou em pasta.

 
sobre a pedra de alúmen   aqui
Sobre como fazer o extrato glicólico de sálvia   aqui

33 comentários:

Lissy disse...

Guapa
que interesante esta entrada :D
me encantan tus desodorante naturales se ven muy buenos :D
un besito
saludos de Lissy
http://lissylmbl.blogspot.com

Jabón y agua disse...

Gracias Sonia por probar el desodorante y me alegra saber que te ha gustado, tomo nota de tus cambios para probarlo.
Muy buena receta la de tu desodorante con mantecas, me la apunto. :)
Besos

flor da pele disse...

Olá Lissy,
Obrigada por sua visita e carinhoso comentário.
Besos. :D

flor da pele disse...

Maria,
Sua receita de desodorante é simplesmente perfeita!
AS alterações realizadas foram pequenos ajustes para a temperatura do dia, 42°C.

Quanto ao desodorante em pasta, depois me conte os resultados.
Besos y gracias! :)

texia disse...

Gran investigacion y muy ad- hoc, muchas gracias!
Besos

flor da pele disse...

Texia,
Obrigada por sua visita e comentário tão ad-hoc.
Adorei!
Besos.

miscellanea disse...

Deodorants habe ich noch nie gemacht. Das scheint mir schwierig, da die Haut unter den Achseln so empfindlich ist. Aber Deine Rezepte haben den Härtetest in den Tropen bestanden. Die sind sicher gut. Meine Gratulation!
Viele Grüße
Petra

flor da pele disse...

Querida Petra,
Depois de 01 mês usando diariamente os dois desodorantes, posso garantir que não irritam peles sensíveis.
Vale a pena experimentar,você vai gostar dos resultados.
Beijos.

carmen disse...

Muy buenos los dos, el liquido te lo copiare, el otro es difícil conseguir los ingredientes.
Besos.

flor da pele disse...

Carmen,
Acredito que para o desodorante sólido, usando somente o óleo de neem,sem colocar o óleo de andiroba e o o. de copaíba, você já consiga um ótimo resultado.
Obrigada pela carinhosa visita.
Besos.

carmen disse...

Muchas gracias sonia.
Un beso.

Marta disse...

Gracias Sonia por tu aporte contra los sudores y malos olores, me lo apunto. Besos.

flor da pele disse...

Pode fazer que comprovadamente as duas receitas dão certo!
Besos.

Ingá Saboaria disse...

Gostaria de elogiar. Acho você uma cientista. Blog excelente. Estou começando nesse maravilhoso mundo, mas você tem um dom especial. Só uma curiosidade: você tem balança analítica ou semi- analítica? Suas medidas nas receitas tem uma escala muito baixa. Desejo sucesso.

ana claudia disse...

Oi sônia,
Quero parabenizá-la pelo blog e as boas informações que forneces para nós internautas. Suas dicas são muito boas e interessantes. Hoje decidi fazer a receita do desodorante em pasta, excluindo o pó de lírio fiorentino, que não sei onde encontrar para comprar (outra coisa que não encontro à venda nas lojas de materiais para produtos artesanais é a calamina, a qual utilizas bastante em suas formulações.). O deosodrante ficou muito legal; testei já em minhas axilas e elaa ficam sequinhas mesmo. O problema que encontrei é que eu também o potinho no qual despejei o creme e houve uma fermentação do mesmo. Cresceu igual pão, vazando alguns líquidos. Isso é normal? Beijos e obrigada!!!

flor da pele disse...

Ingá Saboaria,
Peço desculpas pela demora na resposta mas estava viajando.
Agradeço sua visita e comentário tão especial e delicado.
Quanto a sua dúvida sobre a balança, utilizo a semi-analítica.
Desejo sucesso para você também e Boas Festas!

flor da pele disse...

Olá Ana Claudia,
Obrigada por visitar meu blog.
Sobre o pó de lírio florentino:
Realmente é difícil de ser encontrado mas seu objetivo na receita e por possuir propriedades antiinflamatórias e hidratantes além de ser suavemente aromático e um ótimo fixador de aromas( muito usado nas formulações de perfumes).
Nessa receita,pode ser substituído pelo
extrato glicólico de sálvia officinalis.

Sobre a calamina que utilizo em outras receitas:
A Calamina (silicato básico de zinco) é, basicamente, uma mistura de óxido de zinco (98%)e óxido férrico amarelo e vermelho(2%), possuindo propriedade anti-séptica, antibacteriana, adstringente, antipruriginosa e cicatrizante da pele.

Sobre o seu problema de fermentação do produto elaborado:
Não isso não é normal e pode ser um sinal de desequilíbrio na receita (o extrato glicólico e/ou a tintura utilizados podem ter sido elaborados com um % de água superior e,com isso, fazendo o bicarbonato reagir) ou pode estar demonstrando um produto contaminado e que deve ser descartado.
Nesse caso, as possíveis causas:
.contaminação na fabricação e/ou no manuseio,
.contaminação através dos utensílios utilizados (incluindo o pote para armazenar) por não terem sido esterelizados corretamente e/ou por alguma das substâncias utilizadas já estar contaminada.

Abraços e Boas Festas!

Denair Kalb disse...

Olá! Sabe de alguma loja virtual confiável na qual encontro tintura reduzida de lavanda e extrato glicólico de sálvia? Não faço ideia de onde encontrar esses itens em Curitiba... =( Obrigada!

Denair Kalb disse...

Essa tintura reduzida também é conhecida por algum outro nome?

flor da pele disse...

Olá Denair,
Suas dúvidas:

Sobre conhecer alguma loja virtual confiável:
Só posso dizer que preparo os extratos vegetais cosméticos que utilizo e que,desse modo, defino a concentração (com os respectivos solventes apropriados) dos ativos que me interessam e que estão presentes nos vegetais escolhidos.
Fazer esses extratos é muito simples e agradável.Vale a pena experimentar :)

Tintura reduzida:
É uma tintura básica feita conforme explico na postagem do sabão de polpa de coco e que é deixada em pote aberto( locais quentes) para evaporar o álcool, tornando essa tintura mais concentrada, tanto no aroma quanto nas propriedades da planta escolhida.

Como elaborar um extrato glicólico está explicado nos tópicos sobre extratos vegetais para uso cosmético I,II e III.


Obrigada pela visita.
Abraços,
Sonia

Denair Kalb disse...

Muito obrigada! =)

paulaconsultora disse...

Prezada Sonia, agradeço muito a postagem de extrema utilidade! Tenho excesso de suor nas axilas (que forma aquela famosa pizza na roupa). Portanto, tenho receio de que ao primeiro gotejar, os desodorantes naturais escorram junto do suor e que apareça o mau cheiro. Você saberia dizer qual das duas opções acima poderia fixar mais no meu caso? Obrigada.

flor da pele disse...

Olá Paula,
Obrigada pela visita e comentário :)
Sobre sua dúvida:
Eu costumo utilizar os dois tipos de desodorantes,tanto o líquido quanto o em pasta. Os dois deixam a pele seca, evitando a transpiração excessiva, devido aos seus componentes além de eliminarem totalmente o mau odor.
O desodorante líquido, por ser mais fácil de ser elaborado,ficou sendo o preferido de uma amiga que passou a fazer seu próprio desodorante artesanal e natural.
Abraços.

Carla Fernandes disse...

adorei seu blog, acabei de copiar a receitas.

flor da pele disse...

Olá Carla,
Obrigada pela visita e pela gentil mensagem.
Abraço,
Sonia

Daniela disse...

Olá!
Como já mandei outra mensagem ontem, volto a escrever pois adorei este cantinho. Vou fazer desodorantes naturais também, fiquei muito feliz em achar receitas naturais. Gostaria de saber se poderia me indicar onde posso achar os ingredientes orgânicos, eu gostaria muito de trabalhar somente com produtos de boa procedência, que sabemos que não seja adicionado de solventes químicos e que venham de áreas que prezam pela sustentabilidade.
Aguardo ansiosamente.
Obrigada e mais uma vez parabéns.

flor da pele disse...

Olá Daniela,
Os ingredientes orgânicos podem ser encontrados em lojas de produtos naturais e em alguns supermercados :)
Abraços e obrigada por seu gentil comentário,
Sonia

Daniela Freire disse...

Obrigada!
Estou verificando a receita dos extratos, pois creio que é muito mais confiável fabricá-los em casa do que comprados, pois não sabemos se contém produtos químicos...escolhí o que ensinou: glicerina e álcool. Achei fantástico poder aprender muito mais sobre isso aqui e com uma didática ótima. Dizem que os cosméticos naturais tem prazo de validade menor, principalmente os que vão água, no caso dos extratos com glicerina e álcool de cereais, corremos este risco?

Obrigada pela atenção, adorei o espaço e estou todo dia por aqui rs.
Um abraço.

flor da pele disse...

Daniela,
Quanto aos cosméticos naturais,depende muito do percentual de água utilizado.
Receitas com um maior percentual de água precisam de ingredientes com qualidades conservantes de amplo aspecto(bactericidas e fungicidas).

Quanto aos extratos elaborados com álcool e glicerina, eles já possuem qualidades conservantes, além das propriedades do próprio vegetal escolhido.
Abraços

Daniela Freire disse...

Olá! Mais uma dúvida, estou ainda viajando por aqui, adoro ler suas receitas. O primeiro desodorante, vc usa eles com algodão para passar na pele ou os dedos mesmo para espalhar? Pensei em usar frascos com spray, vc acha interessante ou ficaria forte?
Não vejo a hora de fazer e ter esta chance de usar produtos sem química. Obrigada.bjs

flor da pele disse...

Olá Daniela,
Como o frasco é com conta-gotas, eu utilizo a mão para espalhar mas sua idéia de colocar em frasco spray é muito boa.
Beijos e obrigada pela visita :)

Denise Souza disse...

quanto custa os desodorantes?

flor da pele disse...

Olá Denise,
Obrigada pela sua visita ao meu blog.
As receitas dos desodorantes estão bem detalhadas e são fáceis de fazer.Vale a pena experimentar :)

Postar um comentário