31 de ago de 2011

Licores Cosméticos




Produto VEGAN

 Muitas vezes,como artesã, não consigo encontrar os componentes necessários para a elaboração dos sabões e afins que tanto amo fazer, nesses momentos, uso caminhos alternativos colocando minha criatividade em ação.

Os extratos vegetais que costumo fazer possuem, na maioria das vezes, em suas composições,como explico aqui e aqui , glicerina bidestilada grau USP e álcool de cereais como solventes e que, muitas vezes, são difíceis de encontrar.
Tentando buscar uma alternativa para elaborar meus produtos, resolvi adaptar as receitas de licores caseiros tradicionais que são também tão deliciosamente perfumados (além de saborosos).

Sabemos que  a receita básica de um licor caseiro normalmente se resume basicamente ao extrato do vegetal utilizado ( frutas, sementes, flores, cascas, etc), água, álcool e açúcar, ingredientes que, normalmente, já estão incorporados nos meus sabões, desse modo,a criação dos licores cosméticos tornou-se, para mim, uma alternativa para utilizar os extratos e sumos de vegetais e cereais,facilitando a elaboração dos meus produtos.

Como, nesse caso, o objetivo é estritamente uso cosmético, fiz algumas alterações nas receitas tradicionais de licores caseiros, uso culinário,  para melhor aproveitar suas aplicações principalmente pelos aromas e propriedades dos vegetais e, dessa maneira,obter um produto similar aos extratos vegetais que tanto utilizo e que trazem tantas qualidades aos meus produtos.
Depois de pesquisas e testes que foram muito positivos coloco abaixo algumas das receitas de licores para uso cosmético:

Licor cosmético de ananás ou abacaxi ( Ananas comosus ) com especiarias:
.500g abacaxi em pedaços ( principalmente o miolo) + caldo natural + parte das cascas + folhas ( coroa)
.200g de açucar cristal orgânico
.50g açúcar de vanilla
.erva-doce (Pimpinella anisum L.), macela (Chamaemelum nobile (L.), erva- cidreira ((Melissa officinalis),cravos-da-índia(Syzigium aromaticum) , colocados em uma trouxinha de algodão
.80g de álcool de cereais ou vodka


Modo de fazer:
Higienizar o abacaxi, cortar em pedaços pequenos parte das cascas e folhas ( coroa) e macerar no álcool de cereais.
Em separado,colocar em uma panela o abacaxi cortado em pedaços com o caldo natural junto com o açúcar e os temperos, esses, dentro de uma trouxinha de tecido de algodão.
Cozinhar em banho-maria até formar uma calda rala sem escurecer o açucar.
Retirar do fogo, esperar amornar, retirar a trouxinha com as ervas e bater no liquidificador até virar um creme,depois acrescentar o macerado das cascas e folhas no álcool de cereais. Misturar bem,colocar em vidro esterilizado e deixar repousar por 10 dias, mexendo todos os dias.Coar e guardar em vidro esterilizado na geladeira.

Propriedades cosméticas do ananás ou abacaxi:
adstringente, anti-séptico,antiinflamatório, clareador,regenerador celular,rejuvenescedor.
Seu diferencial está mesmo na enzima proteolítica bromelaína que está presente em todas as partes da planta e posssui ação lipolítica, ajudando no combate à celulite e gordura localizada.

Licor cosmético de kiwi (Actinidia chinensis) com especiarias:
.250 ml de água destilada
.150 ml de álcool de cereais ou vodka
.125g açúcar orgânico
.200 g de kiwi ( sem cascas)
.½ limão siciliano cortado em pedaços ( com cascas sem a parte branca)
.½ laranja cortada em pedaços ( com cascas sem a parte branca)


Modo de fazer:
Bater bem no liquidificador todos os ingredientes.
Colocar em vidro esterilizado e deixar em infusão por 10 dias,mexendo todos os dias, depois coar e guardar em vidro esterilizado.


propriedades cosméticas do kiwi:
Rico em vit.C possui propriedades antioxidantes e adstringentes.Suas sementes contêm ácido Alfa-Linoleico


Licor cosmético de cafeína com especiarias:
.125g de café orgânico em pó + chá verde + guaraná em pó + marapuama em pó + catuaba em pó                             
.½ l de álcool de cereais ou vodka
.125g de açúcar
.250g de água destilada
.1 fava de baunilha, canela, cravos-da-índia.


Modo de fazer:
Misturar o café, chá verde,marapuama e catuaba em pó com metade da água bem quente, mexer bem, deixar esfriar ligeiramente e depois acrescentar o álcool,colocar em vidro esterilizado por 8 dias e deixar em repouso, mexendo 1x ao dia.
Fazer em separado uma calda com o açúcar e a água restante , acrescentar mais uma porção de baunilha, canela e cravos,depois deixar esfriar e acrescentar à mistura já feita com os ingredientes secos, mexer bem, deixar repousar por 3 dias, depois coar e guardar em vidro esterilizado.


propriedades cosméticas da cafeína:
os ingredientes vegetais dessa receita possuem ação antioxidante, regenerante,lipolítica além de ajudar na micro circulação cutânea ( ação termogênica)  através da catuaba e marapuama colaborando para a drenagem linfática.


Licor cosmético de lavanda e macela:
.50g de lavanda e macela secas ( flores e folhas)
.álcool de cereais ou vodka até cobrir as plantas
.125 g de açúcar cristal
.250g de água destilada
.cascas de laranja e limão frescos ( sem a parte branca)


Modo de fazer:
Macerar a lavanda e a macela no álcool por 8 dias.
Fazer em separado,uma calda rala com a água, as cascas frescas do limão e laranja e o açúcar, sem deixar o açúcar escurecer.
Retirar do fogo,esperar amornar e misturar ao macerado das plantas.Mexer bem. Deixar por 3 dias, mexendo 1x ao dia,coar e guardar em vidro esterilizado bem fechado.


propriedades cosméticas da lavanda e macela:
Se destacam principalmente por suas qualidades bactericidas, anti-sépticas, tônicas  e adstringentes.

Licor cosmético de rosas vermelhas ( rosa gallica L.):
.50g de pétalas de rosas vermelhas orgânicas
.10g de macela
.álcool de cereais ou vodka até cobrir as plantas
.125g açúcar cristal
.250g de água destilada
.cascas frescas de laranja ( sem a parte branca)

Modo de fazer:
Macerar as flores no álcool por 8 dias.
Depois desse tempo fazer em separado,uma calda com a água, as cascas frescas da laranja e o açúcar, sem deixar o açúcar escurecer.
Retirar do fogo,esperar amornar e misturar ao macerado das flores.Mexer bem. Deixar repousar por 3 dias, mexendo 1x ao dia,coar e guardar em vidro esterilizado bem fechado.

propriedades cosméticas da rosa vermelha:
regenerador cutâneo,calmante e tonificante, ideal para peles desvitalizadas.


licores cosméticos de cafeína e abacaxi
Produtos flor da pele elaborados com licores cosméticos:
sabão batido de lavanda
sabão de lavanda francesa

Diferentes processamentos da cana-de-acúcar que resultam em algumas das variedades de  açúcares orgânicos encontrados:

Açúcar Cristal
O caldo de cana passa por um processo de purificação, cristalização, evaporação, centrifugação e secagem, aonde nestes processos são perdidos grande parte dos sais minerais, sendo o resultado pequenos grânulos transparentes, como pequenos cristais brancos.

Açúcar Mascavo
É a forma não refinada, de cor marrom é extraído do cozimento e da cristalização do caldo da cana. Sua qualidade é bem melhor, pois se conserva, entre outras coisas, os sais minerais e o cálcio.

Açúcar Demerara
Possui um processo de extração parecido ao do açúcar mascavo, porém a sua limpeza e secagem fazem com que ele tenha uma coloração mais clara, mas que por passar pelo processo de secagem, onde ocorre uma maior perda de água, torna-se mais concentrado ou seja, mais doce.


fontes:
http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Ananas_comosus.htm
http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Chamaemelum_nobile.htm

15 de ago de 2011

Sabão de polpa de abacate

sabão de polpa de abacate - processo frio - produto VEGAN


Depois de utilizar nos meus sabões aditivos com altos percentuais de gorduras como pasta de azeitonas negras, polpa de açaí, leite de coco, leite de cabra e polpa de abacate obtendo resultados que muito me agradaram e partindo do princípio que o maravilhoso óleo de abacate, tão amado por nossa pele e cabelo,está contido na sua polpa, resolvi fazer um sabão onde o óleo de abacate da minha receita além da saponificado seria também óleo sobreengordurante (SE) e estaria presente nos aditivos do sabão,ou seja, a polpa fresca do abacate.
Procurei informações sobre o percentual de polpa na fruta como também a quantidade de lipídios encontrada na polpa  para poder fazer meus cálculos e saber o peso necessário dessa fruta maravilhosa para fazer o meu sabão.
Para as espécies de abacate cultivadas aqui no Brasil,como Pollock,Simonds, Limeirão e Margarida entre outras,o percentual de polpa no fruto ( fazendo cálculos pela média das informações encontradas em artigos técnicos) é de 68% e o percentual de lipídeos na polpa corresponde segundo trabalho tese de Dissertação de Mestrado de Flávia Danielle, valores entre 9 a 20%, dependendo da época da safra, desse modo, resolvi, para efeito de segurança, usar um percentual de lípideos de 14%, ligeiramente abaixo da média,onde assim estaria no máximo aumentando o SE do meu sabão.
Usei suco de limão para reduzir a oxidação da polpa da fruta mas tive o cuidado de estudar a diferença de NaOH que esse acréscimo de ácido cítrico poderia causar ( o valor encontrado foi irrelevante).

barra de sabão de polpa de abacate





O sabão foi feito com polpa fresca de abacate batida com sumo de limão siciliano,extrato de folhas e cascas de abacate ( propriedade antioxidante, regeneradora e bactericida), infusão de folhas de abacate em óleo de copaíba ( propriedades cicatrizantes, emolientes, anti-sépticas, antiinflamatória, bactericidas e fungicidas),argila branca (atuando como depurativo, descongestionante, suavizante e oxigenante),vit.E(antioxidante e hidratante), tintura de benjoim, óleos essenciais de laranja doce, limão siciliano e patchouli.
Saponificação dos óleos de abacate contido na polpa,palma orgânico,babaçu,rícino,milho e ácido esteárico.


Considerações sobre esse sabão:
Devido ao elevado peso de polpa de abacate o sabão demorou para secar bem mais do que o normal, mas com paciência esperei o tempo "quase certo" pois ao cortar ele acabou deformando por ainda conter umidade.
Possui espuma abundante e super cremosa e hidratante.
Foi usado por um rapaz com problemas de dermatite atópica que já havia passado por vários tratamentos sem respostas satisfatórias e com o uso desse sabão ficou com a pele, segundo ele próprio e seus parentes, hidratada e melhor, tanto que forneci toda a barra e só fiquei com esses dois pedaços.

Esse resultado justifica todo o meu estudo tanto para esse sabão quanto para todos os produtos que faço.


propriedades cosméticas do abacate:
A polpa do abacate contém alto percentual de lipídeos e que devido a sua composição possui fácil penetração cutânea além de ser rica em proteínas e vitaminas A,C,E e B6,sendo um maravilhoso agente antioxidante e hidratante.
As folhas contém flavanóides que possuem ação antiinflamatória.
As cascas, para minha surpresa, possuem segundo estudo científicos 11% de lipídeos para cada 100g de cascas (esse valor realmente me surpreendeu)  além de ser rica em magnésio entre outros minerais com propriedades regeneradoras e antiinflamatórias.

fontes:
sobre a concentração de ácido cítrico no suco de limão:
http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=5455
sobre o abacate:
http://www.cnmp.org.br/pt/admin/planta/arquivos/20080110121744.pdf
http://www.scielo.br/pdf/cta/v25n4/27658.pdf
http://www.teses.usp.br/index.php?option=com_jumi&fileid=17&Itemid=160&id=C7A573738E2C&lang=pt-br
importante:" A consulta a este documento de Flávia Danielle fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso: Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho."

14 de ago de 2011

Sabão de Mirra e Olíbano


Atendendo ao pedido de uma amiga para fazer um sabão facial especialmente para peles maduras e desvitalizadas,procurei reunir certos ingredientes buscando ajudar a recuperar esse tipo de pele, trazendo uma nova vida  e frescor.
Elaborado no processo quente para evitar maiores danos aos ativos colocados, foi colorido com pigmento natural pau campeche e argila rosa e amarela.

Composição:
saponificação dos óleos de oliva,ricino,babaçu,palma orgânico,girassol e ácido esteárico.
aditivos: extrato antioxidante e regenerador cutâneo (sálvia, alecrim, tanchagem, poejo, orégano e lavanda) em óleo de girassol extração à frio, absoluto de mirra e olíbano,vit.E,vit.C, argila rosa e amarela,óleos essenciais de laranja doce, mirra e olíbano,pigmento natural  pau-campeche  (Haematoxylon capechianum).



Propriedades cosméticas da resina de Mirra
A resina de Mirra (Commiphora myrrha) inclui as espécies Commiphora abyssinica e 
Commiphora molmol.
Possui efeito regenerador,descongestionante e tônico para peles desvitalizadas e envelhecidas,com leve ação adstringente pelas características anti-séptica, bactericida, antiinflamatória e fungicida.

Propriedades cosméticas da resina Olíbano:
Olíbano (Boswellia carteri  Birdw) também conhecido aqui no Brasil como Incenso, possui caracterísitcas similares a resina de Mirra.

Propriedades cosméticas do Poejo (Mentha pulegium)
atua como cicatrizante, emoliente e regenerador cutâneo além de ser também anti-séptico.

Propriedades cosméticas da argila rosa e amarela:
Argila rosa -efeito tensor,suavisante e emoliente entre outros.Recomendada para peles desidratadas e desvitalizadas.
Argila amarela - rica em silício que ajuda na formação da base de  colágeno da pele, combate e retarda o envelhecimento cutâneo.Possui também efeito tensor entre outras qualidades.

9 de ago de 2011

Sabão de CeraMel


sabão CeraMel - produto quase VEGAN


Estudei a composição desse sabão por um longo tempo, queria fazer diferente, utilizando as qualidades da cera de abelhas de todas as formas possíveis, inclusive como aditivo, aproveitando meus estudos sobre cremes que usam essa cera com todas as suas propriedades.
Agradeço as inumeras experiências relatadas sobre cremes no forum MendrulândiaMuchas Gracias-  assim como a receita e modo de fazer da manteiga dura de cera de abelhas colocada no blog 100% Plantes Ma Passion Merci Beaucoup.

Através desses estudos pude unir o universo do sabão com o maravilhoso mundo dos cremes e, com os  ingredientes necessários para manter as qualidades que admiro em um sabão, ou seja, muita espuma, limpeza equilibrada com condicionamento e muita suavidade somadas com um mix de aromas extraídos artesanalmente de plantas com características antioxidantes realizando assim minha versão de um sabão de cera de abelhas e mel colorido e aromatizado pela natureza.


Foi elaborado no processo quente,com batedor manual, misturando os ingredientes delicadamente.
A massa do sabão, como em sintonia com minha paciência e calma reagiu com suavidade e se homogeneizou completamente, sem surpresas ou atropelos.
O sabão, já pronto, possui uma cor marrom avermelhada  com um aroma silvestre que só a natureza pode nos presentear.

sabão CeraMel cortado


      Concluí que, para minhas receitas, bater com mix manual é tudo de bom!


Composição:
Saponificação dos óleos de milho,babaçu,girassol,palma e palmiste orgânicos, manteigas de murumuru e ucuúba, cera bruta de abelhas, ácido esteárico e resina de colofônio.
Aditivos:
Mel aromatizado , manteiga de cera bruta de abelhas aromatizada, extrato de vegetais antioxidantes em base óleo de girassol,vit.E, vinagre de álcool aromatizado ,extrato glicólico de vegetais antioxidantes, mix de óleos essenciais com características antioxidantes.

Abaixo fotos das diveras etapas dos ingredientes:

detalhe do sabão 100% cera bruta de abelhas aromatizado


  detalhe da mistura de sabão de cera com o vinagre



extrato glicólico antioxidante
vinagre de álcool aromatizado




3 de ago de 2011

Espumante


sabão espumante - Produto VEGAN


Buscando fazer um sabão com efeito "Espumante" para uso principalmente como sabão de barbear, estudei uma receita, sem usar KOH ( potassa cáustica) que, junto com o método de execução, permitisse um sabão com a consistência de espuma pronta para o uso.

A receita é normal , feita com NaOH ( soda cáustica) e com um mix de óleos que permitiu um valor de dureza baixo, mantendo os valores da espuma e persistência altos e a limpeza e o condicionamento equilibrados.
Foi elaborado em três etapas, numa sucessão de dias que resultou, além do efeito "Espumante", também na fixação de um agradável aroma, fatores que  considero perfeitos para usar como sabão de rosto ou de barbear.
Busquei acrescentar ativos emolientes e umectantes e também que ajudassem na recuperação da pele, tendo aloe vera e abacate como principais agentes.
O responsável pela cor predominante foi a resina de colofônia que possui um linda tonalidade amarelo-âmbar depois de saponificada.

composição:
saponificação dos óleos de palma e palmiste orgânicos,oliva, babaçú,girassol, manteiga de cacau,resina de colofônia e ácido esteárico.
ativos: macerado de polpa de abacate em óleo de oliva,vit.E, vit.C, extrato seco de aloe vera,extrato glicólico de laranja , manjericão e mangostim,tintura de benjoim,argila branca,glicose de milho, óleos essenciais de laranja doce, limão siciliano, cedro e patchouli.

Modo de fazer:
1ºdia :
Preparar o sabão pelo processo quente normalmente, bater bem com batedeira sem colocar os aditivos e após completar a saponificação,deixando a massa homogênea e cremosa. Repousar até o dia seguinte.

detalhe primeiro dia


2ºdia:
Refundir a massa do sabão acrescentando a pasta de polpa de abacate com o óleo de oliva e parte dos óleos essenciais e do extrato glicólico. Bater delicadamente com mix de mão até esfriar,deixar repousar até o dia seguinte.

sabão espumante - segundo dia

3ºdia:
Refundir a massa novamente, em temperatura bem baixa, acrescentando o extrato de aloe vera e a argila diluídos em água destilada . Colocar lentamente essa mistura que deve estar bem rala, depois adicionar o restante dos óleos essenciais e o extrato glicólico.
Bater, com mix de mão, suavemente até esfriar evitando a formação de grandes bolhas de sabão.

Reparar na consistência, se já estiver com a massa toda aerada e uniforme , como um  mousse, está pronto mas, se estiver ainda com aparência compacta ( sem estar aerado), voltar ao calor moderado, colocando mais água destilada quente (como um fio) batendo sempre com mix manual , novamente até esfriar.


sabão espumante pronto e sendo usado



Como, para mim, o resultado foi novo -  um sabão espumante muito leve e cremoso, fiquei testando por uma semana para saber se iria acontecer uma possível separação ou algum outro tipo de alteração na consistência ( ficar endurecido ou desfazer o efeito espumante) então, coloco fotos do sabão em pleno uso, inclusive tendo sido testado pelos meninos aqui de casa.
A espuma facilita o uso, proporcionando um barbear fácil e suave, não sendo necessário pincel de barba.
Aprovado 100% !