29 de out de 2010

Leites Vegetais para uso cosmético

Elaborados com produtos orgânicos.

google image

Utilizo os leites vegetais, feitos com produtos orgânicos, como aditivos para meus sabões e cosméticos.No caso de utilizar produto não orgânico é recomendável descartar a água usada para demolhar.
Costumo preparar no mesmo dia ou na véspera,nesse caso, guardando na geladeira para garantir a qualidade, já que não utilizo conservantes.

Encontramos na internet vários métodos para produzir leites de origem vegetal.
Estou colocando a maneira que utilizo visando interesses cosméticos ou seja, as vezes deixando de fazer certas etapas do processo, como coar,retirar cascas,etc para com isso,agregar elementos que são descartados no uso alimentício mas que no caso de sabões e cosméticos em geral, contribuem para trazer características exfoliantes ou ajudar na consistência entre outras coisas.


1 parte de castanhas-do-pará cortadas e demolhadas por 3h.
2 partes de água
¼ parte de aveia em grão demolhada por 8h, depois colocar em fogo baixo e deixar ferver por 3 min.Esfriar.
Bater no liquidificador as castanhas com a papa de aveia, se necessário acrescentar um pouco mais de água filtrada. Coar, caso não queira um sabão exfoliante.
Obs:A aveia pode ser substituída por amido de milho. O modo de fazer é o mesmo.


Leite de coco:
Ralar 1 coco.
Com a água do próprio coco + água filtrada em temperatura morna, cobrir a parte ralada.Deixar descansar por 30 min,em seguida bater no liquidificador.
Peneirar (sem passar por coador de pano), extraindo todo o leite, nesse caso o leite ficará com pequenas fibras do coco que proporcionam uma excelente exfoliação.


Leite de arroz integral:
¼ de xícara do cereal
500ml de água filtrada
Deixar o arroz integral demolhar por 6h.
Cozinhar bem o arroz integral.Bater no liquidificador e peneirar se preferir.


Leite de sementes de girassol :
½ xícara de sementes de girassol sem cascas e demolhadas por 3h.
250 ml de água filtrada
Bater no liquidificador e peneirar.


Leite de gergelim:

¼ de xícara de gergelim debulhado por 3h.
250 ml de água filtrada
Bater no liquidificador até formar uma pasta.


Leite de soja:

1 medida de soja preparada
3 litros de água filtrada ( 10 copos de água)

Demolhar os grãos de soja em 2 litros de água por 12h.
Lavar a soja descartando a água.
Ferver 3 litros de água  (10 copos).
Colocar a soja no liquidificador e utilizando o botão pulsar, acrescentar um copo da água quente, bater pulsando e adicionar mais 3 copos de água fervente.
Bater na velocidade mínima por 5 min.
Colocar a mistura em uma peneira e expremer bem para extrair todo o líquido.
Voltar com a pasta da soja para o liquidificador e repetir a operação até ter terminado com os 10 copos de água quente  e a pasta de fibras de soja ter sido batida e expremida sempre.
Finalmente colocar todo o leite extraído em uma panela e deixar ferver em fogo baixo, mexendo sempre.
Depois de  10 minutos, quando a espuma que se forma em cima do leite sumir quase toda, apagar o fogo e colocar imediatamente em um “banho maria invertido” ou seja, colocar a panela em outra cheia de água gelada.
PS: se não quiser usar as cascas, basta esfregar os grão da soja entre as mãos logo depois de demolhar por 12h.

Leite de amêndoas:

10 amêndoas sem cascas
400 ml de água filtrada
Demolhar as amêndoas por 12h.
Bater bem no liquidificador, depois peneirar.



fontes - leites vegetais uso alimentício:
http://www.centrovegetariano.org/
http://cozinhanatureba.blogspot.com/
http://www.eurooscar.com/receitas/subsleite.htm
http://www.guiavegano.com.br/receitas/leitevegetal/
http://mulheresperta.com.br/culinaria/leite-de-soja-caseiro-receita/
Leite de castanha-do-pará com aveia

15 comentários:

Marta disse...

Gracias peña por tan magnifica información.

MÔNICA disse...

Olá Peña.
Adorei este poste. Vou começar a experimentar.
Te deixo aqui 2 sitos onde encontro quase tudo que preciso.
www.mixdasessencias.com.br
www.sulfal.com.br
Beijo,
Mônica

Sonia Peña disse...

Marta,
Gracias por tu visita.
Besos.

Mônica,
Obrigada pelas dicas.
Um dos endereços(surfal)não funciona.
Beijos.

ANA disse...

Sonia, qué estupenda explicación y cuántos conocimientos nos trasmites. Gracias
besos

MÔNICA disse...

Ei Sônia.Este post de leites está genial!
O nome é SULFAL.
Beijos,
Mônica

Sonia Peña disse...

Ana,
Gracias y mil besos.

Mônica,
Obrigada mais uma vez.Agora o "sulfal" funcionou.Acho que estava pensando em surfar.... :)
Beijos.

texia disse...

Gracias Peña por tan completa informacion.
Pasa por mi blog que hay un premio para ti.
Un beso.

Sonia Peña disse...

Muchas Gracias Texia por tu cariño.
Besos desde Brasil.

ANA disse...

Peña, gracias por la información, es muy útil, como todo lo que propones.

Besos

carmen disse...

Gracias Sonia, por todas las cosas que nos enseñas.
Un beso.

Selene M. disse...

Que buena información y que útil.......gracias por ello!

mabelle disse...

Blog adorável! Informações super úteis e simples de entender. Parabéns!

flor da pele disse...

Olá Mabelle,
Obrigada por sua visita e gentil comentário.
Beijos.

Elwis Silva disse...

Bom dia, adorei as dicas, quero saber se o côco tem que ser verde ou o escuro, porque o escuro não tem água. Posso usar o verde?

flor da pele disse...

Olá Elwis,
Eu utilizo a polpa do coco maduro para fazer o leite de coco usado nos meus cosméticos.
Segundo estudos científicos,a composição da polpa do coco maduro possui o dobro de gordura de um coco verde com mais de 50% de ácidos graxos de cadeia média , predominando o ácido láurico,que torna o leite extraído um aditivo super especial,incluindo ação antioxidante e antimicrobiana.
Abraços,
Sonia

Postar um comentário