30 de mar de 2015

Esqualeno Vegetal



Tentando esclarecer dúvidas que foram enviadas via email,coloco maiores explicações sobre o esqualeno vegetal onde, o estudo sobre o assunto me conduziu aos óleos vegetais, em especial ao óleo de oliva como também, seguindo a orientação de minha amiga espanhola Maria, ao grão de amaranto.
 

 
grão de amaranto - imagem Google

O grão do Amaranto (Amaranthus cruentus) possue em sua composição vitaminas A, B6, C, riboflavina e folato e minerais como: cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre e manganês. É rico em proteínas (30% mais que outros grãos). 
Sua ação antioxidante é potencializada por um composto chamado esqualeno.

O conteúdo lipídico dos grãos de amaranto varia entre 6 a 8% do peso total do grão. 
Os ácidos oléico e linoléico constituem cerca de 76% e o esteárico aproximadamente 20 %, sendo esses valores favoráveis quando se refere à composição nutricional  (ASCHERI, 2004). Mesmo que o óleo de amaranto apresente em sua composição lipídica ácidos graxos similares  à maioria dos cereais, o que o difere é o seu alto teor de hidrocarbonetos altamente insaturados, o esqualeno (MENDONÇA, 2006). 
Esqualeno é  um composto isoprenóide similar a  estrutura do beta-caroteno, e é um metabolito intermediário na síntese de colesterol, não sendo muito suscetível a peroxidação, agindo como protetor na exposição de radiação UV e ionizante (RODAS & BRESSANI, 2009).
O óleo da semente de amaranto contém cerca entre 2,4 e 8,0% de esqualeno, sendo que na espécie A. cruentus pode chegar a 0,43% do peso total do grão (MENDONÇA, 2006).

Segundo Mathieu e Meissa (2007), o amaranto fornece 34% de ferro, 100% de cálcio, 320% de vitamina C e 170% de vitamina A, das quantidades recomendadas para um indivíduo adulto. Os tocoferóis presentes no grão de amaranto, incluindo a forma gama e delta-tocotrienóis - vitamina E, todos eles possuem atividade antioxidante.


óleo de oliva - imagem Google



O conteúdo de esqualeno em óleo de oliva, óleo de germe de trigo e óleo de farelo de arroz varia de 0,1 a 0,8g/100g onde, o valor maior está diretamente relacionado ao óleo de oliva enquanto que, o óleo de semente de Amaranto apresenta níveis de esqualeno de 3,6 a 6,1 g /100 g (HE et al., 2002; MATEOS et al., 2003). 

Desse modo, elaborar um extrato, para formulações cosméticas, de grão triturados de amaranto em óleo de oliva pode nos trazer ótimos resultados, potencializando e obtendo uma maior concentração de esqualeno para nossos produtos, lembrando que o nível de esqualeno está em torno de 0.5g/100g no óleo de oliva e de  4,8g/100g nas sementes de amaranto.




sobre a composição química do amaranto: 
"Importância nutricional de algumas espécies de Amaranthus sp " autor: Artur Ramos Quini e outros

sobre o esqualeno vegetal:
http://alexandria.cpd.ufv.br:8000/teses/ciencia%20e%20tecnologia%20de%20alimentos/2007/201482f.pdf

Nenhum comentário:

Postar um comentário