21 de out de 2011

Sabão líquido - uso cosmético

sabão líquido uso cosmético - produto VEGAN

 Essa postagem é o complemento do sabão líquido feito com Hidróxido de Potássio , mostrando os resultados obtidos na minha experiência onde, aproveitando a receita base - ver aqui  e adicionando agentes hidratantes, emolientes, aromáticos / conservantes , elaborei um sabão líquido para uso cosmético.
Como já tinha descrito,incorporei na receita do sabão base - ver aqui, óleo de rícino como SE e  mix de o.essenciais com extrato glicólico de romã e ácido cítrico, buscando além de reduzir o pH, incorporar qualidades hidratantes, emolientes e antioxidantes. 
A foto, com dupla imagem  mostra a diferença com relação à transparência, depois do tempo de cura.
Passando agora para a análise do sabão com relação a suavidade e hidratação/umectação da pele e quanto a espuma e limpeza:
A espuma ficou super cremosa e suave.A pele ficou limpa, cheirosa , hidratada e consequentemente muito macia.100% aprovado!


Conclusão geral - sabão base e sabão uso cosmético:



Um excelente sabão base para limpeza tanto da casa , quanto das louças e também das roupas, sendo simplesmente fantástico os resultados.
Tornando-se um maravilhoso sabão líquido uso cosmético, quando aditivado com as substâncias necessárias, cumprindo o seu papel com relação aos itens hidratação/umectação e proteção para a pele,  além de ficar com o pH 8.
Vou passar agora para a terceira etapa, acrescentando outros ativos nessa mesma receita para fazer um shampoo líquido!

Agradeço novamente a Maria do blog Jabón y Agua pela receita , onde pude me basear e criar minha receita brasileira e também por suas maravilhosas explicações através dos  vídeos que me permitiram fazer um sabão de potassa sem erros de execução desde a primeira vez. Lembrando que tudo isso foi possível graças ao carinho da Mônica ( Moni) que me presenteou com a potassa cáustica. 




16 de out de 2011

Desvendando o óleo de Argan

sementes de Argan - imagem google


Muitas vezes, encontro dificuldades que inviabilizavam o uso de determinados ingredientes naturais difíceis de serem encontrados aqui no Brasil então, nesses casos, utilizo o famoso plano "B", que sempre me proporciona maravilhosos resultados.

Nesse tópico coloco a solução para a substituição, baseada no estudo dos componentes químicos, de um ingrediente natural que é o sonho de muitos e que, por algum motivo, não podem utilizar.

Óleo de Argan - As características desse óleo vegetal trazem inúmeros benefícios para a saúde e para a cosmética, especialmente para os cabelos.

Estudando detalhadamente sua composição química, consegui reunir um mix de ingredientes que acabam por trazer resultados que considero perfeitos e de acordo com os alcançados por esse óleo nos tratamentos cosméticos.

DESVENDANDO O ÓLEO DE ARGAN

árvore Argan - imagem google


O óleo de Argan é obtido através da pressão das amêndoas extraídas dos frutos secos da Argan ( Argan Spinoza), uma árvore encontrada apenas em um território declarado como patrimônio florestal da humanidade no sul do Marrocos.

detalhe semente Argan - imagem google

É um óleo rico em ácidos graxos essenciais (80%), sendo 46% ácido oleico e 34% ácido linoleico; vitamina A,  vitamina F (ômega 6) e ômega 9, que evitam o ressecamento e perda de elasticidade da pele,estimulando a formação de colágeno e previnindo a formação de rugas, atuando como um excelente agente anti-age.




detalhe árvore Argan - imagem google
Além destas propriedades, o óleo de Argan tem em sua composição altos níveis de vitamina E, que além de ser um antioxidante natural na neutralização de radicais livres, possui propriedades hidratantes, proteção UV, além de  auxiliar  na micro-circulação cutânea. 


 As propriedades anti-inflamatórias são encontradas no óleo de Argan principalmente através dos álcoois triterpênicos, incluindo o Lupeol (71%) , semelhante a raiz de Marapuama ( Ptychopetalum olacoides Benth ). Os triterpênicos possuem propriedades medicinais de alta atividade bactericida, fungicida, antiviral, analgésica entre outras.





composição de ácidos graxos do óleo de Argan:
ácido linoleico: 34%
ácido oleico: 46%
palmítico:14%
linoleico:1%
mirístico: 1%


Partindo do estudo das composições dos ácidos graxos das gorduras, coloco  um mix de óleos vegetais que proporcionam resultados semelhantes, principalmente quanto aos fatores de condicionamento,higienização e restauração capilar.

óleo de gergelim (50%) + óleo de amendoim (40%) + óleo de macadâmia (5%) + óleo de milho (5%).
Composição de ácidos graxos do mix dos óleos acima colocados:
34,5% de ác.linoleico
47% de ác.oleico
9,3% de ác.palmítico
4,1% de ác.esteárico  (que o óleo de Argan não possui mas que para uso cosmético,possui características similares ao ác.palmítico)

Completando essa mistura, para aumentarmos os percentuais já existentes na composição estudada das vitaminas A e E,  podemos acrescentar, escolhendo uma entre as várias opções possíveis colocadas abaixo:

pró- vitamina A ( beta-caroteno) -  óleo de dendê, óleo de buriti, óleo de tucumã, óleo de pequi.
Uma outra possibilidade é utilizar extrato oleoso de cenoura ( desidratada e ralada em óleo de girassol) que também atua como uma excelente fonte de betacaroteno.

Vitamina  E - óleo de girassol prensado à frio, óleo de germem de trigo prensado à frio.
Outra opção é através de extrato oleoso de couve e espinafre em óleo de girassol.
Finalmente, podemos acrescentar cápsulas de vitamina E, essas normalmente usadas como complemento alimentar. 

Escolhendo um dos itens abaixo,coloco, para concluir, os agentes que trarão os benefícios semelhantes aos do óleo de Argan, relacionados aos efeitos bactericidas, fungicidas e anti-inflamatórios:
1% do óleo de copaíba
1% de extrato de raiz de marapuama

Esse mix de substâncias, formam um genérico do óleo de Argan e está ao alcance de nossas mãos, com substâncias 100% naturais, encontradas em casas de produtos naturais , proporcionando principalmente aos nossos cabelos, hidratação, brilho, restauração além de higienizar, trazendo vida e beleza.  



Como observação, lembro que a grande maioria dos produtos comercializados com o óleo de Argan possuem outras substâncias que além de sintéticas estão normalmente com um percentual bem maior do que o famoso óleo que deveria ser o principal componente.




fontes:
composição ácidos graxos: http://calc.mendrulandia.es/?lg=br 
vitamina A - http://189.28.128.100/nutricao/docs/geral/abcad20.pdf
vitamina E - http://emedix.uol.com.br/vit/vit004_1f_vitaminae.php
óleo de Argan - http://www.bestarganoil.org/tag/argan-fruit/