30 de mai de 2011

Óleos vegetais I : Buriti, Pequi , Ucuúba...

flor da pele


Fazer sabão já é uma delícia, utilizando ingredientes diferenciados, melhor ainda!
Encontrar gorduras que estejam dentro dos padrões de qualidade exigidos para produtos cosméticos nem sempre é fácil mas vale a pena persistir pois, a diferença na qualidade final dos produtos é incrível e muito gratificante.


Sobre as gorduras naturais:



Por sua semelhança com a estrutura da pele, as gorduras naturais permitem que tanto a água, como outros princípios ativos existentes nos cosméticos sejam absorvidos pela pele, aumentando a proteção contra a perda excessiva de líquidos, permitindo a respiração cutânea e assimilando a luz solar. 
Também auxiliam o restabelecimento de peles rachadas e ressecadas, normalizando e reforçando a estrutura do tecido. 
Quando aplicada na pele, grande parte da gordura natural é absorvida pelo tecido e processada pelas enzimas, ao contrário das gorduras sintéticas, que podem causar danos, como o entupimento de poros e a obstrução de glândulas de excreção da pele.

É importante destacar, também, que algumas características distinguem estas gorduras entre si. Os processos de extração e refino das gorduras naturais destinadas aos cosméticos preservam elementos naturais da matéria-prima como vitaminas, fosfolipídios, antioxidantes, antiinflamatórios, entre outros.
Tais substâncias favorecem a bioatividade da pele, hidratando o tecido, combatendo os radicais livres (causadores do envelhecimento cutâneo), ativando a regeneração celular e formando novas fibras de colágeno.

Aprofundando um poco mais sobre as gorduras naturais:
Os lipídeos são moléculas orgânicas insolúveis em água.
Os principais tipos de lipídeos sãos as gorduras, óleos e ceras.
Os óleos e gorduras naturais são compostos principalmente por triacilgliceróis que são formados pela esterificação completa do glicerol com ácidos graxos.
As ceras se parecem com as gorduras e óleos, exceto pelo fato de que nelas os ácidos graxos se ligam a álcoois específicos e não ao glicerol.
 A fração insaponificável das gorduras naturais corresponde principalmente aos esteróis, hidrocarbonetos, álcoois graxos,tocoferóis e corantes.


Os ácidos graxos são os principais componentes das gorduras naturais.
São formados por cadeias de átomos de carbono que se ligam a átomos de hidrogênio com um radical ácido em uma de suas extremidades.
Podem se apresentar na forma saturada (onde os carbonos apresentam ligações simples) ou não-saturada (com uma ou mais ligações duplas). No caso de apenas uma dupla ligação na cadeia, o ácido graxo é denominado monoinsaturado, no caso de duas ou mais ligações, chama-se poliinsaturado.
Geralmente as gorduras apresentam ácidos graxos saturados em sua composição, já, os óleos, apresentam ácidos graxos não-saturados. Essas diferenças são percebidas nos estados físicos desses compostos em temperatura ambiente. Vale ressaltar que quanto mais elevada for a concentração de ácidos graxos saturados no lipídio, mais sólido ele se apresentará.

As várias combinações de ácidos graxos com propriedades distintas nos presenteia com infinitos tipos de gorduras com diferentes propriedades e usos.
UMA MARAVILHA!



Pelo que foi colocado dá para concluir que  podemos estudar a composição de cada gordura, combinando variáveis proporções de ácidos graxos para criarmos uma receita de sabão com os indicadores de dureza, espuma, persistência, limpeza e condicionamento equilibrados e principalmente dentro dos nossos interesses e objetivos, resultado que fica evidente ao usarmos o sabão.
Podemos fazer os cálculos manualmente ou através de diversas calculadoras online especificas para fazer sabão.A minha preferida é a Calculadora Mendrulândia que, além de possuir versão em português, também apresenta gorduras com composições semelhantes às encontradas aqui no Brasil, fornecendo um resultado bem mais próximo da nossa realidade.

Sobre certos óleos com características especiais na cosmética:

Buriti - imagem google

Óleo de Buriti:
Nome científico da planta: Mauritia Flexuosa
Palmeira de grande porte com folhas grandes, onde suas flores amarelas são em longos cachos até 3m de comprimento. Seus frutos são avermelhados, revestidos por escamas e com polpa amarela intensa.
De sua polpa é extraído um dos óleos mais ricos em ácidos graxos e vitamínicos,possuindo uma alta estabilidade térmica.
Os frutos do Buriti constituem a maior reserva natural de pró-vitamina A conhecida.
A intensa coloração vermelho-alaranjada do óleo que contém a presença de substâncias carotenóides favorece seu emprego também como corante natural , trazendo para os cosméticos emoliência, hidratação além do fator antioxidante.


Pequi - imagem google
Detalhe fruto Pequi - imagem google
















Óleo de Pequi:
nome científico da planta: Caryocar brasiliense
Árvore originária do Brasil, de onde é extraído de suas frutas um óleo rico em vitamina A e ácidos graxos que possuem caracterísitcas fundamentais para a manutenção da hidratação cutânea e do manto hidrolipídico.
Da mesma maneira que acontece no óleo de Buriti, o alto valor de carotenóides conferem proteção a pele impedindo a lipoperoxidação, evitando assim a formação de radicais livres e consequentemente o envelhecimento cutâneo.

Extração artesanal do óleo de Pequi:
O óleo de Pequi pode ser extraído também de forma artesanal onde colocamos a polpa do fruto em  água e levamos ao fogo até desprender o óleo da polpa, depois de deixarmos esfriar e levarmos à geladeira, retiramos o óleo já separado da água, em seguida, levamos o óleo novamente ao fogo baixo até perder a opacidade e ficar transparente e com isso extraímos totalmente uma possível umidade.
Finalmente coamos em coador de pano esterilizado e embalamos em vidro escuro.



fruto da ucuúba - imagem google
manteiga ucuúba












Óleo de semente de Ucuúba ou Manteiga de Ucuúba:

nome científico da planta:
UCUÚBA BRANCA – (Virola surinamensis – Warb)
UCUÚBA VERMELHA – (Virola sebifera – Aubl.)
UCUÚBA RANA – (Iryanthera sagostiana – Benth.)

Árvore da família das Myristicaceae. Seus ramos apresentam folhas alternas e glabras e os seus frutos são cápsulas esféricas, que contém semente escura muito oleaginosa.
As sementes de ucuúba são compostas por uma massa branco-amarelada denominada manteiga ou sebo de ucuúba.
As sementes são ricas em glicerídeos de ácidos graxos,principalmente trimiristina e laurodimiristina.onde 70% de trimeristina, um triglicerídeo do ácido mirístico, que constitui um óleo essencial aromático que é de grande importância para as indústrias cosmética, farmacêutica e alimentícia. Atualmente, esse óleo essencial é extraído da noz-moscada, que possui uma concentração de cerca 80% desta substância.
O óleo ou manteiga de ucuúba, devido aos seus fitoativos, possui características antiinflamatórias,cicatrizantes, revitalizantes e anti-sépticas.

fontes: 
Aromacologia - Uma ciência de muitos cheiros - Sonia Corazza
Revisões - Óleos e gorduras vegetais:Composição e Tecnologia - Luiz Antonio Gioielli

25 de mai de 2011

Sabão de Maracujá


processo quente - produto VEGAN


Elaborado com a polpa fresca do maracujá , com o extrato das folhas e polpa do fruto e com o óleo extraído das sementes por prensagem à frio, óleo que foi gentilmente fornecido por uma amiga saboeira brasileira. Muito obrigada Conceição!
Um sabão com características antioxidantes, levemente exfoliante e adstringente, graças ao extrato que foi o responsável também pela coloração e pela textura.
Cortado com o cortador ondulado espanhol, presente de uma amiga saboeira espanhola do blog "Jabón y Agua". Gracias Maria! 
composição:
saponificação dos óleos de babaçu,milho,palma e palmiste orgânicos e manteiga de cacau.
aditivos:
polpa fresca de maracujá, óleo de maracujá, vit.E,vit.C, extrato de folhas e polpa de maracujá, aromatizado com licor cosmético de maracujá, laranja  e manga.


sobre o o maracujá:


detalhes da fruta e flor - imagens google

O maracujá (Passiflora edulis) é uma fruta original das áreas sub-tropicais e tropicais das Américas.
Sua flor, com um lindo desenho, além de original possui uma coloração intensa.
A polpa do maracujá é rica em bioflavonóides antioxidantes e minerais importantes como o potássio, cálcio, magnésio e ferro, contendo ainda teores de vitamina C e A.  
Suas folhas auxiliam na retirada de inchaços e edemas.
O óleo de maracujá , extraído de suas sementes,apresenta rica composição de ácidos graxos, auxiliando na restauração da camada lipídica da pele e conferindo emoliência através da formação de um filme, deixando a pele suave e macia.  

Edito a postagem para acrescentar o link do blog Jabones None com o maravilhoso sabão "Flor da Paixão" criação de outra amiga saboeira,feito com o macerado da flor do maracujá em óleo de oliva. Besos Carmen!

20 de mai de 2011

Sabão de lavanda francesa

processo quente - produto QUASE VEGAN

Adorei fazer esse sabão que possui características revitalizante,calmante e tonificante e que ficou em observação um longo período para comprovar a fixação da cor lavanda, resultado de um pigmento natural extraído da planta  pau-campeche (Haematoxylon capechianum).

Para conseguir colorir meu sabão na cor lavanda de modo natural recorri ao produto e a consultoria técnica do Sr. Eber Lopes Ferreira da ETNO BÔTANICA que gentilmente e pacientemente me explicou a arte do tingimento natural e como aplicá-lo nos cosmésticos.
O Sr.Eber possui vasta experiência nesse assunto pois já prestou serviços de consultoria técnica para conhecidas marcas de cosméticos brasileiros.
Agradeço profundamente suas explicações e orientações e indico o site dessa maravilhosa empresa que mostra com competência as possíveis utilizações dos maravilhosos pigmentos que a natureza nos presenteia e que, dependendo de certos fatores, podem ser usados em produtos cosméticos com maravilhosos resultados.

composição:
saponificação dos óleos de oliva, soja, milho, rícino, babaçu, palma e palmiste orgânico.
aditivos: macerado de lavanda ( flores e folhas) em óleo de oliva, leite de cabra, vit.E, vit.C, licor cosmético de lavanda francesa, blend de óleos essenciais cítricos e lavanda francesa, pigmento natural  pau-campeche  (Haematoxylon capechianum).




18 de mai de 2011

Sabão de arroz e calamina aditivada

processo quente - produto VEGAN

Um sabão suavente exfoliante graças aos grãos de calamina aditivados com extrato de arroz e óleos essenciais,possuindo ação antioxidante, clareadora, renovadora e hidratante.

composição:

saponificação dos óleos de oliva, rícino, milho, palmiste e palma orgânicos, manteiga karité e ác. esteárico vegetal. 


aditivos
leite de arroz temperado com baunilha e canela, macerado de erva-doce, capim-limão, cascas de laranja e cravos em óleo de arroz, vit.E, vit C, grãos de calamina aditivados com extrato de arroz e blend de óleos essenciais cítricos.

Buscando potencializar ainda mais os ativos, aproveitei as propriedades da  calamina e utilizei-a como agente carreador, servindo como condutor e protetor dos ativos do extrato de arroz vermelho que contém uma antocianina que é responsável pelo pigmento vermelho escuro e que possui  potentes propriedades antioxidantes e também dos ativos extraídos artesanalmente das cascas e sementes da laranja doce,limão siciliano e toronja que possuem efeito clareador, bactericida, hidratante e tônico.
A calamina aditivida foi acrescentada no sabão como último ingrediente a ser colocado, sendo misturada delicadamente com uma espátula.
O resultado obtido é de um sabão com uma exfoliação super suave mas também muito eficaz pois os ativos que permaneceram prodegidos pela calamina são liberados diretamente na nossa pele,quando os grão são desfeitos pela fricção e pela água.


Elaboração da calamina aditivada:

Após elaboração do extrato de arroz vermelho, sendo respeitado o tempo para perfeita extração dos ativos e posteriormente coado e também do preparo do mix de óleos cítricos,misturar o extrato com o blend de óleos cítricos, depois acrescentar a calamina, mexer bem para ficar homogêneo e colocar em forma larga forrada com papel manteiga, para secar em fina camada.
Cobrir com filme PVC deixando uma pequena abertura,deixar secar em local levemente aquecido facilitando a absorsão dos ativos incorporados na argila.
Finalmente, macerar delicadamente no almofariz, reduzindo a argila aditivada a pequenos grãos.
almofariz - imagem google

Dependendo dos ativos colocados,as argilas aditivadas podem ser conservadas em vidro bem fechado e local seco.

Essa mesma idéia pode ser aplicada para inúmeros ativos, assim como podemos usar diferentes tipos de argilas,sendo mais uma forma de tentar manter as propriedades das substâncias que agregamos aos nossos produtos.
As proporções empregadas variam conforme os percentuais utilizados para cada tipo de sabão.

extracto de arroz vermelho:
inibe a degradação da elastina, do colagénio e do ácido hialurónico, ajudando assim a pele a conservar hidratação e firmeza além de inibir e atenuar as já existentes manchas provocadas por excesso de sol ou sarnas senis.

17 de mai de 2011

Sabão de Cardamomo com avaliação internacional

processo quente - produto QUASE VEGAN

Com características hidratantes e tonificantes especialmente para peles normais e mixtas.


composição:
saponificação dos óleos de oliva, babaçu, rícino, milho, palma orgânico e ác. esteárico.
aditivos: laranja e cardamomo macerados em óleo de oliva, leite de cabra, argila branca, dextrose de milho, vit.E,vit.C, extrato de cardamomo e laranja, blend de óleos essenciais cítricos extraídos por processo artesanal.
Decorado com extrato de baunilha,canela e cravos.

Um sabão que considero especial pela fixação dos aromas que foram elaborados através de produtos naturais e por processos artesanais e que permanecem no sabão até o final do seu uso.
Como venho testando diversos fixadores naturais e estudando inúmeras maneiras de extrair essências aromáticas da natureza, esse sabão tornou-se, para mim,um marco onde, com a utilização simplesmente de paciência e muito estudo,  encontrei sucesso nos meus objetivos.
Um aroma devidamente comprovado através da avaliação n.18 do blog Cocobong, site internacionalmente conhecido pelos apaixonados em sabões artesanais feitos com criatividade.
Enfim,continuo minhas pesquisas e estudos, sempre tendo a natureza como companheira, buscando resultados através de elaborações artesanais e naturais, conforme a proposta dos produtos flor da pele.
Agradeço a Júlia, responsável pelo maravilhoso blog Cocobong, por suas palavras e considerações.
Beijos da amiga brasileira,
Sonia.
detalhe dos produtos enviados para avaliação


Outros comentários sobre os produtos flor da pele, você encontra aqui e também aqui.


13 de mai de 2011

Sabão de andiroba e copaíba

processo quente - produto QUASE VEGAN


Um sabão feito especialmente para atender as necessidades das peles oleosas e acnéicas.
Com caracterísitcas bactericida, anti-séptica, adstringente,calmante e hidratante possibilita a regeneração e o equilíbrio da pele.

composição:
saponificação dos óleos de soja,babaçu,oliva,rícino,milho,ác.esteárico vegetal e manteiga de cacau.

aditivos:
macerado de louro,sálvia, tomilho e alecrim em óleo de andiroba e copaíba, infusão de capim-limão em leite de aveia,vit.E, extrato de própolis, pepino e romã, argila verde e spirulina, licor cosmético de alfazema e macela.


sementes de andiroba - imagem google


propriedades cosméticas do óleo de andiroba ( Carapa guianensis Aubl.): 
Extraído das sementes, o óleo de andiroba possuia, entre outras aplicações,ação cicatrizante, anti-séptica, antiinflamatória e secante, recuperando a pele das possíveis lesões acnéicas.


propriedades cosméticas do óleo de copaíba (Copaifera spp., Leguminosae - Caesalpinoideae) : 
Embora existam várias espécies do gênero copaíba usadas para a extração do óleo, todas apresentam a mesma indicação medicinal. 
As espécies mais conhecidas são: Copaifera langsdorffii (região amazônica), Copaifera reticulata (região amazônica), Copaifera officinalis (a mais estudada, encontrada no México, Antilhas, África tropical e no Brasil), Copaifera guianensis (Paraná), Copaifera oblongifolia, Copaifera nítida (em Cuiabá e Minas Gerais), Copaifera coriacea (São Paulo) e Copaifera luetzelburgia.
O óleo-resina é extraído por meio de uma incisão no tronco, sendo uma secreção vegetal complexa, com odor aromático característico, rica em diversos princípios ativos. Durante sua formação, o bálsamo é acumulado em cavidades do tronco e, através de furos, é extraído.
O óleo-resina, depois de filtrado, apresenta tonalidades que variam da cor amarelo-pálida a pardo-esverdeada, às vezes com ligeira fluorescência. Os diversos tipos de óleos da copaíba podem apresentar diferentes características: branco aquoso, amarelo e de cor escura e mais consistente do que outros. A quantidade de óleo produzida e a sua consistência dependem de fatores como clima, solo, idade da árvore, estado de saúde do tronco e modo de explorar a árvore.
detalhe tronco da copaíba - imagem google
 

Possui entre outras propriedades, ação antiinflamatória, antibiótica,antifúngica, restaurador cutâneo, auxiliando também nos edemas da pele.

















fontes:
http://www.mapric.com.br/anexos/boletim611_14112007_083941.pdf
http://www.cpafac.embrapa.br/pdf/doc91.pdf

1 de mai de 2011

Sabão de manteiga de murumuru e limão siciliano

produto VEGAN


Um sabão feito especialmente para tratar da pele mixta e oleosa com uma fórmula rica em  antioxidantes e ativos restauradores como a manteiga de Murumuru (Astrocaryum murumuru) que possui uma composição que contribue para regular o equilíbrio hídrico e a atividade dos lipídeos da camada superficial da pele, recuperando sua umidade e elasticidade natural, sem contudo trazer oleosidade.
Aditivado com extrato, licor e macerado de limão siciliano que possui, entre outras propriedades, características adstringente, anti-séptica, antiinflamatória, cicatrizante, emoliente e bactericida.
Decorado com sabão base glicerina.

palmeira Murumuru - imagem google

detalhe da fruta murumuru - imagem google



composição:
saponificação dos óleos de oliva virgem,palmiste orgânico, milho e manteiga de murumuru.

aditivos: macerado de limão siciliano em manteiga de murumuru, vit. E, vit. C,extrato vegetal de limão siciliano,blend de o. essenciais cítricos.
Decorado com sabão de glicerina aditivado com licor cosmético de limão siciliano e canela.

detalhe limão siciliano - imagem google

Composição química do limão siciliano (Citrus medica var.limon L.): 
felandrina, hidrocarbonetos terpênicos, limonina,limoneno, ácidos cítrico e málico,
bioflavonóides, pectinas, vitamina A, vitamina B1,vitamina B2,vitamina C e  sais minerais (potássio, fósforo, ferro, cálcio, sódio, magnésio, enxofre, cloro).



fonte manteiga de murumuru e limão siciliano:
http://www.mapric.com.br/anexos/boletim676_30092010_103440.pdf
http://www.plantamed.com.br/plantaservas/especies/Citrus_limon.htm